Deputada federal Lidice da Mata defende votação de projeto que prevê 35% de cacau no chocolate

Em qualquer País da América Latina isso já é praticado. Só o Brasil está cedendo às pressões das multinacionais que, por sua vez, não produzem cacau.
Em qualquer País da América Latina isso já é praticado. Só o Brasil está cedendo às pressões das multinacionais que, por sua vez, não produzem cacau.

Nesta quarta-feira (07/07/2021), Dia Mundial do Chocolate, a deputada federal Lídice da Mata (PSB-BA), defendeu no plenário da Câmara, a votação do PL 4617/2019, que prevê o percentual mínimo de 35% de amêndoa de cacau nos chocolates fabricados e comercializados no Brasil.

De acordo com a parlamentar baiana, esse é um importante instrumento para qualificar os itens produzidos em território brasileiro. “Em qualquer País da América Latina isso já é praticado. Só o Brasil está cedendo às pressões das multinacionais que, por sua vez, não produzem cacau”, disse.

Para Lídice, a aprovação do projeto é sua sanção vão permitir aos chocolates brasileiros uma posição mais privilegiada no mercado internacional.

Recentemente, um chocolate produzido na Bahia, batizado Terra da Felicidade, da marca Chor, venceu um concurso internacional realizado em Paris.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 116917 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.