Contradição de paciente desmascara denúncia contra Hospital da Mulher de Feira de Santana; Confira vídeo

Depoimento de Gisele Oliveira postado nas redes sociais apresenta contradição sobre o que se passou com o estado de saúde dela e o que ocorreu, de fato, no Hospital Ignácio Pinto dos Santos (Hospital da Mulher de Feira de Santana).
Depoimento de Gisele Oliveira postado nas redes sociais apresenta contradição sobre o que se passou com o estado de saúde dela e o que ocorreu, de fato, no Hospital Ignácio Pinto dos Santos (Hospital da Mulher de Feira de Santana).

Uma flagrante contradição cometida pela paciente Gisele Oliveira coloca totalmente em dúvida a denúncia de maus tratos que ela fez contra o Hospital Inácia Pinto dos Santos, o Hospital da Mulher, da Prefeitura de Feira de Santana. Em dois vídeos postados no instagram (@eugimedrado), Gisele conta duas histórias completamente diferentes sobre como a bolsa dela rompeu momentos antes do parto.

Num dos vídeos, a paciente diz que a bolsa rompeu em casa. Em razão disso, ela foi aconselhada pela pessoa que a acompanhava, identificada como Mariana, a ir para o hospital, porque já estava próximo de completar 12 horas do rompimento e seria necessário um acompanhamento hospitalar.

Gisele diz que teria comentando com Mariana que “quando chegasse sete horas, a gente teria que tá no hospital porque como a minha bolsa estourou sete horas da manhã, às sete horas da noite iriam fazer 12 horas, ai tinha que passar por monitoramento né, monitorar”, diz em trecho do vídeo.

Num outro vídeo, Gisele se queixa que teve um tratamento rude por um médico que a atendeu e, ao fazer exames de toque, rompeu a bolsa sem ao menos preveni-la de que faria isso.  Os vídeos podem ser vistos no instragam.

“Deitei na maca (no hospital), ele (o médico) veio, fez o toque, e ele simplesmente, depois que fez o toque, confirmou que estava conseguindo dilatação, ele estourou a minha bolsa. Sem nem me avisar que iria estourar a minha bolsa”, afirma a paciente em trecho desse outro vídeo.

“A contradição nos vídeos é apenas uma prova de que Gisele está caluniando os profissionais do Hospital da Mulher. Ela e criança estão muito bem graças ao atendimento decente e humano que receberam. Toda a equipe que a atendeu está revoltada com que ela fez e nós tomaremos providências, porque a nossa imagem não ficará maculada com injúria, com difamação”, reagiu a presidente da Fundação Hospitalar de Feira de Santana, Gilberte Lucas.

Confira vídeo

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 112711 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]