Com 41% das intenções, Lula lidera de voto para presidente da República nas Eleições 2022; Extremista Jair Bolsonaro pontua com 27%, diz pesquisa CNT

Publicidade

Banner da Gujão: Campanha com o tema ‘Tudo fresquinho é melhor’, veiculada em 3 de junho de 2022.
Ex-presidente Lula tem vantagem expressiva na pesquisa espontânea. Na estimulada, ele venceria o extremista Jair Bolsonaro no segundo turno. Simulações indicam, também, que em um eventual segundo turno nas Eleições 2022, Lula e Ciro Gomes venceriam o presidente Jair Bolsonaro.
Ex-presidente Lula tem vantagem expressiva na pesquisa espontânea. Na estimulada, ele venceria o extremista Jair Bolsonaro no segundo turno. Simulações indicam, também, que em um eventual segundo turno nas Eleições 2022, Lula e Ciro Gomes venceriam o presidente Jair Bolsonaro.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) lidera com ampla margem as intenções de voto para presidente da República nas Eleições 2022, revela pesquisa de opinião divulgada pela Confederação Nacional do Transporte (CNT), nesta segunda-feira (05/07/2021).

O petista mostra vantagem sob o atual presidente Jair Bolsonaro (sem partido) tanto no voto estimulado, em que são apresentados os candidatos, quanto no espontâneo. Os dois políticos são os únicos com mais de dois dígitos na intenção de votos, Ciro Gomes, com 5,9% aparece em terceiro, empatado com Sergio Moro.

Voto estimulado

  • Lula (PT): 41,3%
  • Bolsonaro (sem partido): 26,6%
  • Ciro Gomes (PDT): 5,9%
  • Sergio Moro (sem partido): 5,9%
  • João Doria (PSDB): 2,1%
  • Luiz Henrique Mandetta (DEM): 1,8%
  • Branco/nulo: 8,6%
  • Indecisos: 7,8%

No voto espontâneo, Lula aparece com 27,8% contra 21,6% de Jair Bolsonaro. Ciro Gomes é o único além deles a pontual acima de um dígito, com 1,7%, enquanto 38,9% se disseram indecisos.

A pesquisa CNT de Opinião foi feita em parceria com o Instituto MDA entre os dias 1º e 3 de julho de 2021. Foram realizadas 2.002 entrevistas presenciais, em 137 municípios de 25 Unidades da Federação. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais com 95% de nível de confiança.

Segundo turno

De acordo com o levantamento CNT, se a eleição fosse hoje, Bolsonaro perderia em um eventual segundo turno tanto para Lula quanto para Ciro Gomes, mas venceria se a disputa fosse contra João Doria.

  • Lula 52,6% x 33,3% Bolsonaro; branco/nulo: 11,5%
  • Ciro Gomes 43,2% x 33,7% Bolsonaro; branco/nulo: 18,8%
  • Bolsonaro 36,3% x 33,5% João Doria; branco/nulo: 25,7%

Lula ainda venceria João Doria por 51,9% contra 18,1% do tucano; 25,6% disseram que votaria branco ou nulo nesse cenário.

Entre os entrevistados, 41,1% acham que o eleitor terá boas opções em 2022, mas apenas 7,3% consideram que as alternativas são ótimas. Outros 26,4% acham que o eleitor só terá opções ruins e 17,9% acreditam que as alternativas são péssimas.

Prioridade do eleitor

Segundo a pesquisa, 40,3% preferem que Lula volte a ser presidente, enquanto 25,1% querem que Bolsonaro seja reeleito. A chamada “terceira vida” seria o ideal para 30,1%, com um candidato sem ligações com o petista ou com o atual presidente.

O levantamento mostra que 45,1% consideram que o mais importante no pleito do próximo ano é que Bolsonaro não vença a eleição, enquanto 27,7% priorizam que Lula não vence; 21,2% não querem nenhuma das duas opções.

Limite de votos

Caso Jair Bolsonaro seja candidato, 22,8% disseram que votariam nele com certeza, enquanto 11,6% entendem que o atual presidente é uma possibilidade. Ao mesmo tempo, 61,8% não votariam em Bolsonaro de nenhuma maneira. Apenas 0,4% não conhecem o presidente.

No caso de Lula, 35,4% dos eleitores votariam nele com certeza, enquanto 17,1% pensam em escolher o petista na corrida eleitoral de 2022. Por outro lado, 44,5% não votariam Lula de jeito nenhum; 0,1% não conhecem o ex-presidente.

Depois de Bolsonaro, a maior rejeição é de João Doria: 57,9% dizem que não votariam no tucano de jeito nenhum, enquanto 1,5% votariam com certeza e 16,5% poderiam elege-lo como presidente.

Em relação à Ciro Gomes, 52,4% não o elegeriam de nenhuma maneira; 4,3% com certeza votariam no pedetista e 24,7% poderiam votar ele; 10,9% não conhecem o pré-candidato.

*Com informações do Yahoo Notícias.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 121606 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.