Serviço Geológico do Brasil e CBPM agendam lançamento do Mapa Tectônico Geocronológico da Bahia

Convite do lançamento do Mapa Tectônico Geocronológico da Bahia.
Convite do lançamento do Mapa Tectônico Geocronológico da Bahia.

O Serviço Geológico do Brasil (SGB/CPRM) e a Companhia Baiana de Pesquisa Mineral (CBPM) consolidarão, na próxima semana, os resultados de uma parceria firmada para a execução de um importante projeto de geologia na área de recursos minerais. As duas instituições lançarão no dia 14 de junho, às 15h, o Mapa Tectônico Geocronológico do Estado da Bahia. O lançamento será on-line com transmissão ao vivo por meio do YouTube, contando com a presença de gestores do SGB/CPRM e da CBPM, além de autoridades do Ministério de Minas e Energia e do Governo do Estado da Bahia.

O Mapa amplia o entendimento sobre o ambiente tectônico em que as mineralizações se formaram na Bahia, concentrando informações complexas que podem fomentar a descoberta de novos depósitos minerais e atrair novos investimentos em pesquisa e exploração mineral. O Mapa foi elaborado como uma ação integrante do Programa Geologia, Mineração e Transformação Mineral do Ministério de Minas e Energia, ao qual o SGB/CPRM é vinculado, sendo desenvolvido conjuntamente em parceria com a CBPM entre os anos de 2018 e 2020.

Diretor-presidente do SGB/CPRM, Esteves Colnago destaca a importância do lançamento e destaca que gerar e disseminar o conhecimento geocientífico com excelência. O gestor ressalta ainda a parceria firmada com a CBPM para a consolidação do projeto por meio de um acordo de cooperação técnica.

“Este Mapa é um importante produto que lançaremos com a CBPM onde constam informações fundamentais ao desenvolvimento regional e que fornece um importante subsídio à formulação de políticas públicas e de apoio à tomada de decisão de investimentos. Trata-se de um lançamento que reitera o nosso compromisso em atualizar o conhecimento geológico do país por meio dos levantamentos geológicos básicos, geoquímicos e geofísicos, e da avaliação integrada das informações. Este é o resultado de um grande trabalho em conjunto com a CBPM, que é uma instituição parceira, consolidada, e que somou esforços para que pudéssemos beneficiar o estado da Bahia”, afirma o diretor-presidente Esteves Colnago.

A informações do Mapa abrangem a parte norte do Cráton do São Francisco e apresenta as principais unidades, domínios e ambientes tectônicos, as feições estruturais mais expressivas, além das principais ocorrências, depósitos e minas hospedadas. No âmbito do SGB/CPRM, os estudos foram conduzidos pela Diretoria de Geologia e Recursos Minerais (DGM), sendo coordenados pelo Departamento de Geologia (DEGEO) e executados por pesquisadores lotados na Superintendência do Serviço Geológico em Salvador. O diretor da DGM, Marcio Remédio, reforça a importância do lançamento.

“A Bahia vem se despontando como um importante estado minerador. Vale destacar o importante trabalho feito pelo Serviço Geológico do Brasil na divulgação das oportunidades do estado e, de modo geral, temos trabalhado fortemente para fornecer informações básicas que subsidiam a tomada de decisões em estudos pré-competitivos. A partir dessa nossa parceria com a CBPM, espera-se a melhor compreensão da geologia baiana, sendo o Mapa um instrumento fundamental para o desenvolvimento”, ressalta Marcio Remédio.

Os dados levantados e consistidos no Mapa são sintetizados em uma Nota Explicativa, com versões em inglês e português, e integrados em um mapa temático na escala 1:1.000.000. Os arquivos vetoriais do Mapa também serão disponibilizados ao público para download.

Na avaliação do presidente da CBPM, Antonio Carlos Tramm, o Mapa contribuirá para mostrar o potencial mineral da Bahia, contribuindo para a prospecção de investimentos privados.

“A Bahia é um dos estados mais bem estudados geologicamente. Esse mapa é fruto de um trabalho de pesquisa realizado pelos nossos técnicos, iniciado em 2018, e que estamos lançando em conjunto com a CPRM. A pesquisa é só a primeira etapa. A partir do mapa, mostramos o enorme potencial mineral da Bahia e seguimos na nossa missão de trazer investimentos privados para o estado, que vão impulsionar o desenvolvimento socioeconômico, além de gerar emprego e renda para os baianos”, disse Antonio Carlos Tramm.

O vice-governador da Bahia e secretário estadual do Planejamento, João Leão, também reconhece a importância do lançamento conjunto do SGB/CPRM e CBPM.

“Lançar instrumentos que sirvam de base para trabalhos futuros é de extrema importância para o desenvolvimento e a ampliação de um segmento. O Mapa Tectônico auxiliará tanto na geologia básica quanto na área da exploração mineral, que é uma atividade que contribui muito no avanço socioeconômico de diversas regiões na Bahia. Recentemente foi anunciado um aumento de 75% na arrecadação de royalties da mineração no Estado no primeiro quadrimestre deste ano e esta alta deve-se ao aumento da produção mineral”, destaca João Leão.

Lançamento

O lançamento será realizado por meio do canal do SGB/CPRM no YouTube e contará com a participação da secretária-adjunta da Secretaria de Geologia, Mineração e Transformação Mineral do MME, Lilia Mascarenhas; diretor-presidente do SGB/CPRM, Esteves Colnago; do titular da DGM do SGB/CPRM, Marcio Remédio; do diretor-presidente da CBPM, Antonio Carlos Tramm; do diretor-técnico da CBPM, Rafael Avena; e do vice-governador do Estado da Bahia, João Leão. A transmissão será mediada pela jornalista Tebis Oliveira, que é editora da Revista In The Mine.

A apresentação técnica do Mapa será feita pelos pesquisadores Basílio Elesbão da Cruz Filho, do SGB/CPRM, e Johildo Barbosa, da CBPM.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Carlos Augusto 9972 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).