Salvador: Programação da Semana Mundial do Meio Ambiente conta com mutirão de limpeza em áreas verdes

Cartaz anuncia programação da Semana do Meio Ambiente em Salvador.
Cartaz anuncia programação da Semana do Meio Ambiente em Salvador.

Para que se desenvolvam e cresçam, as mudas de espécies da restinga que foram plantadas em maio às margens da lagoa interligada ao Rio Sapato, na região de Stella Maris/Praia do Flamengo, precisam de cuidados. Por isso, elas estão sendo regadas e monitoradas por moradores da região e representantes da Associação Classista de Educação e Esporte da Bahia (ACEB).

A eliminação de mato e o controle de acúmulo de lixo no local também são importantes para garantir que a ação realizada no mês passado gere os resultados esperados no longo prazo. Por esta razão, nos dias 4 e 5 de junho, aproveitando o incentivo da Semana Mundial do Meio Ambiente, haverá mutirão de limpeza na região.

Organizada pela ACEB em parceria com um grupo de moradores (Ação Stella Maris e Praia do Flamengo), a ação contará com o apoio da Limpurb – Empresa de Limpeza Urbana do Salvador e da Secretaria de Meio Ambiente do Estado da Bahia (SEMA), que também apoiaram o plantio das mudas realizada pela Empresa Baiana de Água e Saneamento (Embasa), em parceria com a Unidunas, OSCIP que administra o ecossistema de dunas, lagoas e restingas da Área de Preservação Permanente (APA) do Abaeté.

“Providenciamos os sacos de lixo e as luvas. Estamos preparados para contribuir com a conservação da vegetação de restinga, pois, manter este ecossistema vivo é fundamental. Se cada pessoa fizer um pouquinho para preservação do meio ambiente, alcançaremos o tão desejado desenvolvimento sustentável para as futuras gerações”, afirmou a coordenadora de empreendedorismo e ação social da ACEB, Anne Cristina Nogueira.

O ecossistema de restinga que integra o bioma da Mata Atlântica abriga espécies de animais e inclui plantas que são utilizadas pelo homem na alimentação, medicina e ornamentação. Segundo o superintendente de Políticas e Planejamento Ambiental da Sema, Claudemir Nonato, a crença de que a restinga se refaz rapidamente é equivocada, já que ela nem sempre se recompõe facilmente. “Sem o devido cuidado, essa vegetação pode desaparecer e isso é tudo o que a gente não quer. Precisamos cuidar da restinga, mas também das nascentes dos rios, dos animais, dos mares e do meio ambiente como um todo”, afirmou o gestor.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 116523 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.