Ex-governador Wilson Witzel presta depoimento à CPI da Pandemia do Senado Federal

Ex-governador Wilson Witzel presta depoimento à CPI da Pandemia do Senado Federal

Em sessão tensa da CPI da Pandemia, ex-governador do Rio de Janeiro diz que passou a ser perseguido pelo presidente por causa do caso Marielle. Depoimento foi interrompido após Wilson Witzel fazer uso de habeas corpus concedido pelo STF. Ex-aliado do clã Bolsonaro, Witzel perdeu o cargo de governador em abril de 2021.

Comissão Parlamentar de Inquérito da Pandemia (CPIPANDEMIA) realiza oitiva do o ex-governador do Rio de Janeiro. Ele deve ser questionado sobre denúncias de corrupção na área da saúde do estado, inclusive com recursos federais destinados ao combate à covid-19.

Mesa: ex-governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel; presidente da CPIPANDEMIA, senador Omar Aziz (PSD-AM); relator da CPIPANDEMIA, senador Renan Calheiros (MDB-AL).