Apresentação do superpedido coletivo de impeachment contra extremista Jair Bolsonaro é agendado

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Cerco ao Desgoverno Bolsonaro se fecha com superpedido de impeachment
Cerco ao Desgoverno Bolsonaro se fecha com superpedido de impeachment.

Partidos e parlamentares de diversas correntes ideológicas, incluindo de direita, além de movimentos sociais, entidades e pessoas físicas preparam um requerimento coletivo de impeachment do presidente Jair Bolsonaro, a ser apresentado na próxima quarta-feira após um ato político.

O “superpedido” pretende agrupar os argumentos dos mais de cem pedidos de impeachment já protocolados na Câmara dos Deputados e incluir crimes cometidos pelo presidente desde que tomou posse, com foco em sua atuação durante a pandemia de Covid-19, doença que já resultou na morte de mais de 500 mil pessoas no país.

Segundo informações do PT, integram o grupo que decidiu pelo pedido coletivo de impeachment, além de parlamentares e partidos políticos, membros de entidades como a Associação Brasileira de Imprensa (ABI), a Associação Brasileira de Juristas pela Democracia (ABJD), o Movimento Brasil Livre (MBL), a Federação Nacional de Estudantes de Direito (Fened), a Coalizão Negra por Direitos, o Conselho Nacional de Igrejas Cristãs do Brasil (Conic), o Coletivo de Favelas, a Central de Movimentos Populares (CMP), a União Nacional dos Estudantes (UNE), o Coletivo de Advogados e a Central Única dos Trabalhadores (CUT), entre outras.

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), a quem cabe decidir se dá provimento aos pedidos de impeachment, vem em reiteradas declarações afirmando não ver condições para a instalação de um impedimento do presidente da República.

*Com informações de Maria Carolina Marcello, da Agência Reuters.

Sobre Carlos Augusto 9611 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).