Salvador: SSP, Transalvador e atletas analisam opção de APCC no CAB

Em Salvador, Avenidas do Centro Administrativo da Bahia poderão ser utilizadas por ciclistas e triatletas, após definições de dias e horários.
Em Salvador, Avenidas do Centro Administrativo da Bahia poderão ser utilizadas por ciclistas e triatletas, após definições de dias e horários.

Integrantes da Secretaria da Segurança Pública (SSP), da Transalvador e das Federações Baianas de Ciclismo (FBC) e de Triathlon analisaram, na manhã desta terça-feira (11/05/2021), avenidas do Centro Administrativo da Bahia (CAB). O objetivo é escolher um trajeto para ser transformado em Área de Proteção ao Ciclismo de Competição (APCC).

Diminuir o impacto na mobilidade urbana e oferecer trechos de velocidade, com descidas e subidas foram os critérios avaliados pela comissão técnica.

“Criamos a operação Bike Segura, ampliando o policiamento, em um trecho da orla, na ciclofaixa da Avenida Paralela e também na Avenida Magalhães Neto, incluímos o campo bicicleta no registro de ocorrência e agora vamos avançar promovendo mais segurança nas APCCs”, declarou o secretário da Segurança Pública, Ricardo Mandarino.

Sobre Carlos Augusto 9707 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).