Feira de Santana recebeu menos vacinas contra Covid-19 que Alagoinhas, diz Governo Colbert Martins

O prefeito Colbert Martins apresentou percentuais que, segundo ele, provam a falta de critérios para o envio de vacinas para Feira de Santana.
O prefeito Colbert Martins apresentou percentuais que, segundo ele, provam a falta de critérios para o envio de vacinas para Feira de Santana.

Mais uma vez, a Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (SESAB) prova que não tem critério na distribuição de vacinas contra a Covid 19: nessa última remessa, Feira de Santana proporcionalmente recebeu menos doses que Alagoinhas, sendo que o município tem quatro vezes mais habitantes. “É incontestável que a SESAB não trata Feira com o devido respeito”, protestou o prefeito Colbert Martins.

Alagoinhas, com população estimada pelo IBGE em 152.327 habitantes, recebeu 7 mil doses de vacina Pfizer, enquanto Feira de Santana, com 619.609 habitantes, recebeu 7.350 doses. Proporcionalmente, Alagoinhas recebeu vacinas para 4,6% da população, enquanto Feira, 1,18%.

“A discriminação contra Feira de Santana está provada em números. Aliás, o secretário de Saúde do Estado, o meu colega Fábio Vilas Boas, sempre desprezou os números positivos do combate à pandemia em Feira, tentando rotular o Município como epicentro da doença na Bahia. Mas sempre desmascaramos”, lamentou Colbert Martins.

O prefeito apresentou outros percentuais que, segundo ele, provam a falta de critérios para o envio de vacinas para Feira: “Fazendo a proporção entre o que a Bahia recebeu e o destinado ao nosso município, os envios variam de 2,15% a 18,50%. Não há uma linearidade, prejudicando o planejamento de aplicação das vacinas”, ressaltou.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 112785 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]