Bolsa Presença reforça a segurança alimentar das famílias dos estudantes da rede estadual da Bahia

Programa destinará cerca de R$ 280 milhões a 311 mil famílias.
Programa destinará cerca de R$ 280 milhões a 311 mil famílias.

O benefício do programa Bolsa Presença, cuja primeira parcela de R$ 150 já foi creditada desde o dia 27 de abril de 2021, nos cartões da bandeira Alelo, está reforçando a segurança alimentar das famílias dos estudantes da rede estadual de ensino inscritas no CadÚnico e em condição de vulnerabilidade socioeconômica. O programa destinará cerca de R$ 280 milhões a 311 mil famílias. A iniciativa do Governo da Bahia visa evitar o abandono escolar e contribuir para fortalecer o vínculo do estudante com a escola e seu processo de ensino e aprendizagem.

Cada família contemplada receberá o crédito mensal de R$ 150, por seis meses. Com o valor, os beneficiados estão comprando alimentos e materiais de limpeza em supermercados e remédios em farmácias ou utilizando em outras necessidades da família ou do estudante, a exemplo da compra de materiais didáticos.

Este é o caso da dona de casa, Almita do Livramento, mãe dos estudantes Elza Batista, 16, 1º ano, e Elvis Batista, 19, que cursa a modalidade Educação de Jovens e Adultos (EJA), no Colégio Estadual Eurides Santana, em Poções. “Estou muito feliz com este benefício, pois eu e meu marido estamos desempregados, temos quatro filhos e este valor está nos ajudando muito. Comprei vários alimentos no mercado, perto de casa, como carnes, verduras, legumes, frutas e outros produtos”, disse.

Quem também está com a dispensa abastecida é Pedrina Amorim, mãe do estudante Vinícius Amorim, que cursa o 1º e 2° ano no Colégio Estadual Professora Áurea dos Humildes Oliveira, em Aporá. “Sou muito grata por receber este auxílio de R$ 150, pois ajudou muito com as despesas da casa com alimentação. Acabei de comprar açúcar, óleo, macarrão, margarina e outros alimentos, bem como alguns produtos de higiene pessoal. Este benefício veio para estimular os alunos e mantê-los firmes na escola. É uma ação que mostra o quanto o governo se preocupa com todos nós”, afirmou.

Sobre o programa

O benefício do Bolsa Presença é por família, mas o aluno pode acumular com os demais benefícios que recebe, ou seja, os R$ 55, por parcela, do programa Vale-alimentação Estudantil e os R$ 100 para os monitores do programa Mais Estudo. O Bolsa Presença, o Mais Estudo e o Vale-alimentação Estudantil somam mais de R$ 410 milhões de recursos próprios do Estado da Bahia.

Além de a família estar cadastrada no CadÚnico, as condições para que o aluno matriculado receba o auxílio Bolsa Presença são: assiduidade nas aulas ministradas pela unidade escolar em que esteja matriculado, com frequência mínima de 75%; participação do estudante e da sua família nas atividades e avaliações escolares; desenvolvimento do projeto de vida e intervenção social; e manutenção atualizada dos dados cadastrais na unidade escolar e no CadÚnico.

Consulta

A Secretaria da Educação do Estado da Bahia (SEC) disponibilizou um link para a consulta sobre o direito ao Programa Bolsa Presença. A consulta pode ser feita através do sistema SIADIANTE, da SEC, no Portal da Educação (educacao.ba.gov.br) . Quem não tem acesso à internet poderá ligar para a escola e solicitar a consulta no sistema.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 109913 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]