Amazônia em fotos: A última fronteira de Sebastião Salgado

Serra do Marauiá, estado do Amazonas, 2018, no registro de Sebastião Salgado.
Serra do Marauiá, estado do Amazonas, 2018, no registro de Sebastião Salgado.

O fotógrafo brasileiro Sebastião Salgado passou seis anos viajando pela região amazônica, capturando imagens da floresta, rios e montanhas para seu último livro, Amazônia.

“Para mim, é a última fronteira, um misterioso universo próprio, onde o imenso poder da natureza pode ser sentido como em nenhum outro lugar da Terra”, diz ele.

“Aqui está uma floresta que se estende ao infinito que contém um décimo de todas as espécies de plantas e animais vivas, o maior laboratório natural único do mundo.”, afirma.

Defensor de todos os povos indígenas da Amazônia, Salgado documentou o cotidiano de uma dúzia de tribos espalhadas pela floresta tropical – desde expedições de caça e pesca a danças e rituais.

Nascido em 1944, Salgado abandonou a carreira da economia para se iniciar como fotógrafo em 1973.

Ele trabalhou em missões internacionais para uma variedade de agências de fotografia antes de formar a sua própria, Amazonas Images, com sua esposa, Lélia, em 1994.

Ao longo dos anos, a obra de Salgado tem destaque em inúmeras exposições e livros, sendo que o último reúne a sua fotografia amazónica.

“Meu desejo, com todo meu coração, com toda minha energia, com toda a paixão que possuo, é que em 50 anos este livro não se pareça com o registro de um mundo perdido”, diz ele.

“A Amazônia deve viver.”

O livro ‘Amazônia’, de autoria de Sebastião Salgado, é publicado pela Taschen.

*Com informações da BBC News.

Cachoeira do Rio Cotingo, no estado de Roraima, 2018, no registro de Sebastião Salgado.
Cachoeira do Rio Cotingo, no estado de Roraima, 2018, no registro de Sebastião Salgado.
Chuva cai no Parque Nacional da Serra do Divisor, estado do Acre, 2016, no registro de Sebastião Salgado.
Chuva cai no Parque Nacional da Serra do Divisor, estado do Acre, 2016, no registro de Sebastião Salgado.
Margem do Rio Negro, próximo ao arquipélago das Anavilhanas, no estado do Amazonas, 2019, no registro de Sebastião Salgado.
Margem do Rio Negro, próximo ao arquipélago das Anavilhanas, no estado do Amazonas, 2019, no registro de Sebastião Salgado.
Os desenhos pintados no rosto dessa garota indicam que ela ainda não está noiva. Fotografado na Terra Indígena Kampa do Rio Amônea, Estado do Acre, 2016, no registro de Sebastião Salgado.
Os desenhos pintados no rosto dessa garota indicam que ela ainda não está noiva. Fotografado na Terra Indígena Kampa do Rio Amônea, Estado do Acre, 2016, no registro de Sebastião Salgado.
Uma jovem pinta o rosto no espelho. Fotografado na Terra Indígena Kampa do Rio Amônea, Estado do Acre, 2016, no registro de Sebastião Salgado.
Uma jovem pinta o rosto no espelho. Fotografado na Terra Indígena Kampa do Rio Amônea, Estado do Acre, 2016, no registro de Sebastião Salgado.
Homem fazendo adornos de penas, fotografado na Terra Indígena Rio Gregório, Acre, 2016, no registro de Sebastião Salgado.
Homem fazendo adornos de penas, fotografado na Terra Indígena Rio Gregório, Acre, 2016, no registro de Sebastião Salgado.

 

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 116540 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.