Vereador Fernando Torres retoma acusações contra Alberto Nery; Pedro Américo critica presidente da Câmara Municipal de Feira de Santana por discurso vexatório

Vereador Fernando Torres retorna à tribuna da Câmara Municipal de Feira de Santana para novas ofensas e intimidações.
Vereador Fernando Torres retorna à tribuna da Câmara Municipal de Feira de Santana para novas ofensas e intimidações.

O vereador Fernando Torres (PSD), presidente da Câmara Municipal de Feira de Santana (CMFS), retornou à tribuna do legislativo para promover mais um grotesco espetáculo de acusações com uso de linguagem vulgar, em ataque ao ex-vereador Alberto Nery (PT), presidente do Sindicato dos Rodoviários de Feira de Santana.

Sobre Alberto Nery, o vereador afirmou que vai “trazer as provas que demonstram que o presidente do sindicato dos motoristas de ônibus é um bandido”.

Com relação à aprovação de requerimentos nº 29 e 36/2021, que versam sobre informações a serem prestadas pelo governo sobre o serviço de transporte público coletivo municipal, Fernando Torres desafiou os colegas.

“Se não aprovar esses dois requerimentos, é um sinal de que a malandragem que acontecia na legislatura anterior, que nós criticávamos durante a campanha, continua da mesma forma. Tudo que eu falei na legislatura passada pode estar ocorrendo nesta legislatura”, afirmou.

O vereador Pedro Américo (DEM), vice-líder do Governo Colbert Martins, censurou o discurso dicotômico e vexatório de Fernando Torres.

Hoje, pela segunda vez, o presidente colocou uma coisa extremamente equivocada. A sua fala coloca em suspeição cada voto de cada um dos vereadores, caso não votem a favor do tema do transporte que defende. Ele disse que se eu votasse contra o requerimento eu seria corrupto também. Quero lhe pedir que me respeite”, declarou.

Ataques e o grupo ‘Os Aliados’

Na sequência, Fernando Torres tem agido e discursado de forma beligerante contra o vereador Luiz Augusto de Jesus (Lulinha, DEM), líder do Governo Colbert Martins.

Neste contexto, o presidente da Câmara liderou a formação de um grupo político, denominado ‘Os Aliados’, formado por 10 vereadores dos 18 da base do Governo Colbert, fragilizando a liderança do governo municipal no legislativo.

Sobre esse fato, fontes do Jornal Grande Bahia (JGB) relatam que o vereador tenta usar o poder político da CMFS para tutelar o Governo Colbert, cobrando participação na gestão municipal e impondo questionáveis e convenientes pautas que atendem interesse do grupo ‘Os Aliados’.

É evidente que uma crise política entre o gestor municipal e o presidente do legislativo ocorre.

Mandato questionado

Fernando Torres tem o mandato questionado na Justiça Eleitoral, através de representação formulada pelo ex-vereador Alberto Nery, por possível uso de candidatas ‘laranjas’, para preenchimento da cota feminina de campanha.

Confira vídeo

Leia +

Vereador Fernando Torres protagoniza novo espetáculo com gritos no plenário da Câmara Municipal de Feira de Santana dirigidos ao líder do Governo Colbert Martins

Sobre Carlos Augusto 9515 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).