Vale-alimentação estudantil contribui para segurança alimentar dos estudantes e suas famílias, diz SEC Bahia

Cada estudante tem direito ao vale de R$ 55, que são destinados para a compra de gêneros alimentícios.
Cada estudante tem direito ao vale de R$ 55, que são destinados para a compra de gêneros alimentícios.

O vale-alimentação estudantil, concedido pelo Governo da Bahia para todos os estudantes matriculados na rede estadual de ensino, tem se configurado como uma complementação da renda das famílias. Cada estudante tem direito ao vale de R$ 55, que são destinados para a compra de gêneros alimentícios. Os alimentos podem ser comprados com o cartão Alelo em mais de 20 mil estabelecimentos credenciados, nos 417 municípios baianos, além de distritos e povoados. Com este novo crédito, foram disponibilizados mais R$ 44 milhões que, junto com as demais parcelas, somam R$ 220 milhões de recursos próprios do Governo do Estado destinados a este benefício.

Segundo a dona de casa Nilvanete Macedo, 39, mãe do estudante Edivael Macedo, 17, que cursa o 3º ano, no anexo do Colégio Estadual Rolando Laranjeira, localizado na zona rural de Açudina, em Santa Maria da Vitória, o valor do vale está servindo como fonte de renda para a família. “Moramos eu, meu filho e mais duas pessoas em casa e todos nós estamos desempregados no momento. Então, vejo este cartão como uma bênção, pois está sendo muito importante para a gente neste momento difícil da pandemia. Compramos alimentos, como feijão, arroz, óleo, sal e outros. Agradeço muito pela ajuda do governador”, revelou.

O mesmo acontece na família de Claudiana da Silva Araújo, 36, mãe da estudante Rilaris da Silva Martins, 17, que faz o curso técnico em Administração, no Centro Territorial de Educação Profissional (CETEP) de Irecê. “Antes, eu trabalhava na roça, mas não pude trabalhar mais, pois tive que cuidar do meu marido quando ele adoeceu. Estou desempregada e o vale-alimentação vem nos ajudando bastante, até porque estávamos sem renda alguma”, disse. Rilaris agradeceu pelo benefício. “O valor de R$ 55 chegou em um momento muito difícil e foi bem-vindo, pois compramos vários alimentos para a nossa família”.

O vale-alimentação também vem beneficiando a família da estudante Valdetina Cruz, 51, que faz o curso técnico em Nutrição, no Centro Territorial de Educação Profissional (CETEP) do Sisal II, em Araci. Ela é mãe dos estudantes Raiene Maria da Silva e Lívio Augusto de Farias, que fazem o curso técnico em Informática, também no CETEP. “Estamos muito felizes com esta ajuda, que está sendo de suma importância na minha vida e na de muitas famílias que, devido à situação atual que estamos passando e ao grande índice de desemprego, veio para amenizar as nossas necessidades diárias. Só temos que agradecer ao governo estadual pela iniciativa”, disse.

Em caso de dúvida sobre o vale-alimentação, o estudante deve entrar em contato com a escola onde está matriculado ou pelos canais da Ouvidoria (0800 284 0011 e e-mail [email protected]).

Outras políticas de assistência estudantil

Além do vale-alimentação, o Governo da Bahia investe em mais dois programas de assistência estudantil, cujos investimentos somam mais de R$ 410 milhões, em 2021. Com o Programa Mais Estudo, bolsas de R$ 100 serão concedidas para 52 mil estudantes, que darão monitoria em Língua Portuguesa, Matemática e Educação Científica aos colegas.

 O outro programa é o Bolsa Presença, que concederá R$ 150 reais para cada família de baixa renda, cadastrada no CaD Único e com filhos na rede estadual. O objetivo do Bolsa Presença é assegurar a permanência dos estudantes nas escolas, evitar o abandono e fortalecer o vínculo com a escola.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 110945 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]