Prefeitura de Feira de Santana recolhe caçambas de lixo guardado em casas de acumuladores

Foram necessárias duas caçambas para recolher materiais que eram acumulados em dois imóveis no Bairro Santa Mônica.
Foram necessárias duas caçambas para recolher materiais que eram acumulados em dois imóveis no Bairro Santa Mônica.

Foram necessárias duas caçambas para recolher materiais que eram acumulados em dois imóveis no Bairro Santa Mônica. A ação da Secretaria Municipal de Serviços Públicos (SESP) ocorreu mediante denúncia de moradores.

Assistentes sociais do órgão municipal constaram que os imóveis estavam fechados e serviam como depósito para guardar tralhas e lixo. Colchão velho, papelão, plásticos, vaso sanitário, sapatos e roupas. No local tinha de tudo.

“As casas encontravam-se com acúmulo de inservíveis e lixo, o que gerava um grande incômodo para vizinhos. Por estarem fechados – um deles foi abandonado por uma usuária de drogas – os imóveis poderiam contribuir também para atrair pessoas mal-intencionadas”, afirmou a assistente social, Joseane Ferreira.

Após a ação da secretaria, nesta terça-feira, 9, parentes que residem próximos se comprometeram em manter os imóveis limpos – um deles será instalado um portão.

Síndrome de Diógenes

Conforme Joseane, o serviço de assistência social atua em situações nas quais a pessoa tem obsessão por guardar objetos e dificuldade de descartá-los. É o chamado acumulador compulsivo – Síndrome de Diógenes.

Nesses casos, além de realizar a limpeza do local, o acumulador é encaminhado para o serviço social. Não é aplicada multa porque trata-se de doença. “É um trabalho conjunto”, diz.

Neste ano, a equipe já esteve em oito casas e estão previstas mais cinco para serem visitadas.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 112851 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]