Petrobras demite gerente de Recursos Humanos por negociações na Bolsa de Valores às vésperas da divulgação do balanço da estatal

Sede da Petrobras no Rio de Janeiro.
Sede da Petrobras no Rio de Janeiro.

A Petrobras confirmou que a demissão do gerente executivo de Recursos Humanos ocorrida na segunda-feira (29/03/2021) se deu por desacordo com políticas que proíbem negociação de papéis da companhia às vésperas da divulgação do balanço financeiro.

O comunicado veio após a divulgação de notícias na imprensa de que Cláudio Costa negociou ações da empresa durante o chamado “período de silêncio”.

“O gerente executivo de Recursos Humanos foi desligado da companhia na data de hoje”, afirmou a Petrobras, citando seu estatuto que veda negociação de papéis da empresas ligadas a ela nos 15 dias antes da divulgação de demonstrações financeiras.

Costa também deixou o cargo de conselheiro da administração da subsidiária Transpetro.

A Petrobras ainda reiterou que Pedro Brancante, chefe do gabinete da presidência, ocupará a função interinamente, até a indicação de novo executivo para o cargo.

*Com informações de Nayara Figueiredo, da Agência Reuters.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 111157 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]