Implantação de laticínio na terra do requeijão impulsiona produção de leite em Santa Bárbara

Construção do laticínio prevê geração de emprego e renda para os produtores de leite e requeijão.
Construção do laticínio prevê geração de emprego e renda para os produtores de leite e requeijão.

Conhecida como a capital do requeijão, o município de Santa Barbara ganhará reforço para a produção de leite.  O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), em parceria com a Prefeitura e a Cooperativa Mista de Agricultores e Produtores de Leite de Santa Bárbara (COAFASB) está trabalhando na implantação de um lacticínio, que será inaugurado no primeiro semestre deste ano.

A implantação da Unidade de Beneficiamento de Leite – Pasteurização, Produção de Requeijão, Queijo, Manteiga e Iogurte beneficiará diretamente 260 famílias da COAFASB e tem investimento do Fundo Estadual de Combate e Erradicação à Pobreza (FUNCEP), da ordem de mais de R$ 1,2 milhão.

“A construção desse laticínio significa mais geração de emprego e renda para os produtores de leite e requeijão, além de dinamizar a receita do município, pois, entre a compra do leite e a venda dos produtos processados, estima-se injetar aproximadamente nove milhões de reais na economia local”, explicou o chefe de gabinete da SDR, Jeandro Ribeiro, ao visitar o laticínio, na última sexta-feira (19).

Edifrancio Oliveira, prefeito de Santa Bárbara, destacou que faz parte do planejamento de compras municipais adquirir os produtos da agricultura familiar, via Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE). “Nós pretendemos inserir o iogurte, queijo, manteiga e outros derivados do leite produzidos no laticínio, na merenda escolar. Sabemos que esse laticínio vai representar muito para nós e para os agricultores familiares, afinal, nosso município é conhecido como a terra do requeijão”, disse o prefeito, durante visita técnica.

Carlito Freitas, presidente da COAFASB, salientou que as ações de assistência técnica, regularização fundiária e ambiental, e demais iniciativas que são resultado da implantação do laticínio, contribuem para a permanência dos agricultores familiares no campo. Sobre a capacidade produtiva, ele explicou que a expectativa é produzir por dia 1.500 litros de leite, 500 kg de manteiga, 500 kg queijo coalho, 1.500 litros de Iogurte e 3.000 kg de requeijão.

“A construção desse laticínio vai beneficiar diretamente e indiretamente muita gente, principalmente neste período de pandemia. Queremos expandir a produção para além do requeijão, fazendo iogurtes, bebidas lácteas e outros tipos de queijo. Tendo emprego, a gente cresce e o município também”, afirmou Freitas.

Implantação da Unidade de Beneficiamento de Leite tem investimento do Fundo Estadual de Combate e Erradicação à Pobreza (FUNCEP), da ordem de mais de R$ 1,2 milhão.
Implantação da Unidade de Beneficiamento de Leite tem investimento do Fundo Estadual de Combate e Erradicação à Pobreza (FUNCEP), da ordem de mais de R$ 1,2 milhão.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 109903 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]