Micrografia eletrônica do coronavírus SARS-CoV-2

Micrografia eletrônica do coronavírus SARS-CoV-2

Variantes mais letais e com maior capacidade de infecção do coronavírus SARS-CoV-2 circulam no Brasil, aumento incidência de contaminados e mortes.

Micrografia eletrônica de varredura colorida de células CCL-81 infectadas com partículas do coronavírus SARS-CoV-2, isoladas de uma amostra de paciente. As protrusões semelhantes a tentáculos das células são filapódios, que se estendem das células infectadas, se fixam nas células vizinhas e promovem a infecção viral como um sistema de transporte de partículas virais.