Dois magistrados e um advogado réus do Caso Faroeste têm prisão preventiva mantida pelo STJ; Juristas cobram convocação de juízes federais para acelerar instrução processual

Ministro Og Fernandes é cobrado a dar celeridade aos processos judiciais do Caso Faroeste, com a convocação de juízes federais para realização da instrução processual.
Ministro Og Fernandes é cobrado a dar celeridade aos processos judiciais do Caso Faroeste, com a convocação de juízes federais para realização da instrução processual.

Na sessão desta quarta-feira (17/03/2021), por maioria, a Corte Especial do Superior Tribunal de Justiça (STJ) manteve a prisão preventiva da desembargadora do Tribunal de Justiça da Bahia (TJBA) Maria do Socorro Barreto Santiago, do juiz de direito daquele estado Sérgio Humberto de Quadros Sampaio e do advogado Márcio Duarte Miranda. Eles são investigados na Ação Penal nº 940-DF, decorrente das primeiras fases da Operação Faroeste.

A apuração teve início no fim de 2019 e revelou a existência de uma organização criminosa – integrada por membros da cúpula do Poder Judiciário Estadual da Bahia (PJBA) – envolvendo a venda de decisões judiciais e outros crimes que tinham como propósito permitir a grilagem de terras no oeste do estado.

Lentidão

Juristas cobram do ministro do STJ Og Fernandes celeridade processual na instrução do processo criminal, com a convocação de juízes federais. O próprio ministro confessou que precisa proceder a ouvida de 200 testemunhos da Ação Penal (APn) nº 940/DF.

Eles avaliam que as alongadas prisões e a falta de data para julgamento do caso enseja a necessidade de medidas que não prejudiquem os réus e que uma destas medidas é a realização da instrução processual por meio de juízes federais convocados.

Confira vídeo

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108872 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]