Brasil registra 1.641 mortes por Covid-19, pior marca desde o início da pandemia; Extremista Jair Bolsonaro contribui com desinformação, negacionismo e obstáculos à vacinação

Extremista Jair Bolsonaro contribui com negacionismo, enquanto 257.361 brasileiros morrem pela Covid-19 e 10.646.926 casos são registrados no Brasil, nesta terça-feira (03/03/2021).
Extremista Jair Bolsonaro contribui com negacionismo, enquanto 257.361 brasileiros morrem pela Covid-19 e 10.646.926 casos são registrados no Brasil, nesta terça-feira (03/03/2021). Números superam marca registrada no final de julho de 2020. Sistema de Saúde identificou mais 59 mil novos casos.

O Brasil registrou oficialmente 1.641 mortes ligadas à covid-19 nesta terça-feira (02/03/2021), segundo dados divulgados pelo Conselho Nacional de Secretários da Saúde (Conass).

É a pior marca registrada desde o início da pandemia, superando o recorde de 29 de julho, quando haviam sido contabilizados 1.595 óbitos.

Com isso, o total de óbitos no país associados à doença chega a 257.361.

Ao mesmo tempo em que os números da pandemia avançam em mortes e doentes, o extremista Jair Bolsonaro, néscio governante do país, contribui com negacionismo e obstáculos para que estados e municípios avancem com a vacinação.

Colapso da rede de saúde

Diversas autoridades e instituições de saúde alertam, contudo, que os números reais devem ser ainda maiores, em razão da falta de testagem em larga escala e da subnotificação.

O país vive um novo momento de aceleração da doença, com registro de colapso da rede de saúde pública em vários estados.

Ainda nesta terça-feira, foram identificados 59.925 novos casos da doença, elevando o total oficial para 10.646.926.

O Conass não divulga número de recuperados. Segundo o Ministério da Saúde, 9.457.100 pacientes haviam se recuperado até segunda-feira.

A taxa de mortalidade por grupo de 100 mil habitantes subiu para 122,5 no Brasil, a 21ª mais alta do mundo, quando desconsiderados os países nanicos San Marino, Liechtenstein e Andorra.

Em números absolutos, o Brasil é o terceiro país do mundo com mais infecções, atrás apenas dos Estados Unidos, que somam mais de 28,7 milhões de casos, e da Índia, com 11,1 milhões. Mas é o segundo em número absoluto de mortos, já que mais de 515 mil pessoas morreram nos EUA.

Ao todo, mais de 114,6 milhões de pessoas já contraíram oficialmente o coronavírus no mundo, e 2,54 milhões de pacientes morreram.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 115051 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.