ALBA: Deputado Robinson Almeida celebra decisão do STF e aponta dobradinha Lula e Wagner “muito forte” nas Eleições 2022 para presidir o Brasil e governar a Bahia

Governador Rui Costa, ex-presidente Lula e o senador Jaques Wagner.
Governador Rui Costa, ex-presidente Lula e o senador Jaques Wagner.

O deputado estadual Robinson Almeida (PT) celebrou a decisão do Supremo Tribunal Federal que julgou a suspeição do ex-juiz Sergio Moro e tornou o ex-presidente Lula apto para disputar as eleições de 2022. Em entrevista a Rádio Piatã FM, em Salvador, nesta terça-feira (23/03/2021) à noite, o parlamentar também avaliou que, com a decisão, em 2022, a Bahia vai ter uma dupla “muito forte” nas eleições com as candidaturas virtuais de Jaques Wagner ao Governo do Estado e de Lula à presidência da República.

“O Brasil assistiu um sopro de justiça depois de 5 anos de perseguição implacável ao presidente Lula. Hoje é um dia de alegria”, comentou o parlamentar. “Com o efeito da candidatura de Lula, hoje consagrada com essa decisão do STF, teremos essa dobradinha, Lula e Wagner, muito forte na Bahia”, destacou Robinson, que observou a liderança e poder de convergência e de agregação dos políticos. “Lideraram processos exitosos de transformação, reconhecidos e aplaudidos em todo Brasil e também no exterior”, ponderou.

Petróleo – Robinson ainda avaliou que Moro sempre agiu com o objetivo de entregar a cadeia de gás e petróleo brasileira para os norte-americanos, e salientou que o ex-magistrado sempre foi parcial, interferiu nas eleições presidenciais de 2018 almejando ser ministro e indicado ao STF por Bolsonaro.

“Moro hoje recebe o que é justo. Ele sempre foi um juiz parcial. Merecidamente foi declarado um juiz suspeito, parcial. Ele teve uma ascensão meteórica na política nacional, e agora uma queda meteórica. Fez a armação, interferiu na eleição presidencial, se tornou ministro de Bolsonaro, foi demitido, e agora entrou na sarjeta dos criminosos, porque se há criminoso nesse país ele se chama Sérgio Moro que armou toda uma farsa jurídica para colocar 580 dias na cadeia um homem livre, inocente, impedir sua candidatura e que ele (Lula) fosse novamente presidente do Brasil”, concluiu o deputado.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Carlos Augusto 9605 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).