‘Traição’ liderada por ACM Neto faz deputado Rodrigo Maia deixar partido Democratas; Com candidato de Jair Bolsonaro há chance de ruptura institucional, diz

Rodrigo Maia e ACM Neto, traições marcam vida política das lideranças do Democratas.
Rodrigo Maia e ACM Neto, traições marcam vida política das lideranças do Democratas.

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (RJ), deve anunciar nesta segunda-feira (01/02/2021) a saída do DEM, após decisão do partido de abandonar o bloco de Baleia Rossi (MDB-SP), candidato apoiado por Maia, para a presidência da Câmara.

Inicialmente, o DEM cogitou apoiar oficialmente Arthur Lira (PP-AL), candidato preferido pelo presidente Jair Bolsonaro, mas para evitar mais atrito com o presidente da Câmara apenas manteve a neutralidade na disputa.

Rodrigo Maia afirmou que sua permanência na legenda é “insustentável”.

A decisão de deixar o bloco de apoio a Baleia Rossi foi articulado pelo presidente do DEM, ACM Neto.

Segundo aliados, dois partidos partidos já estão na mira de Maia: o PSDB e o Cidadania.

O PSDB, aliado histórico do DEM, pode seguir o mesmo caminho e decidir hoje pela neutralidade na disputa pela presidência da Câmara. Se isso acontecer, Rodrigo Maia deve descartar qualquer possibilidade de ingressar nas fileiras tucanas.

A grande aposta dos aliados é que Rodrigo Maia vá para o Cidadania. Além da fidelidade do partido na eleição da Câmara, a legenda também é cotada para abrigar o apresentador Luciano Huck, que já declarou que Maia faz parte da sua “turma”. Outro fator apontado é que o Cidadania não tem nenhuma grande liderança atualmente no cenário político, assim, Rodrigo Maia poderia ser a grande estrela do partido.

Maia muda tom contra Bolsonaro e diz que “há chance de ruptura institucional”

Colaboradores Yahoo NotíciasAtualizado dom., 31 de janeiro de 2021 1:03 PM·2 minuto de leitura

Prestes a deixar a Presidência da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ) mudou o discurso e agora fala que há risco de “ruptura institucional” caso o candidato do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) ao comando do Legislativo, Arthur Lira (PP-AL), vença a eleição.

“Houve e há uma chance de ruptura institucional. A eleição da Câmara é um divisor de águas nesse assunto. Acho que o presidente da Câmara precisa ser alguém que não seja dependente do governo e que não deva sua eleição ao presidente da República. Com isso, o presidente [Jair Bolsonaro] se sentirá forte o suficiente para ampliar o conflito com as instituições democráticas, o Congresso e o Supremo Tribunal Federal”, disse Maia ao jornal Folha de S.Paulo.

César Maia afirma que deve acompanhar a decisão de Rodrigo sobre possível saída do DEM

Pai de Rodrigo Maia, atual presidente da Câmara dos Deputados, e fundador do Democratas, o vereador do Rio César Maia declarou que deve acompanhar o filho caso a decisão de deixar o partido se confirme. Ao Estadão, César declarou que “Rodrigo saindo, eu saio atrás”, e confirmou ao GLOBO que as chances de deixarem o partido são grandes.

— Isso é o óbvio (sair do partido). Mas só trato disso na quarta-feira, após a eleição na Câmara e declarações formais do Rodrigo — declarou o ex-prefeito do Rio.

*Com informações de Ana Paula Ramos e de Filipe Vidon do Yahoo Notícias.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108850 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]