Secretaria da Saúde de Feira de Santana não recebe medicamento para hanseníase há mais de 90 dias, diz Governo Colbert Martins

Medicamento para hanseníase está em falta na rede municipal de saúde de Feira de Santana.
Medicamento para hanseníase está em falta na rede municipal de saúde de Feira de Santana.

Pacientes com hanseníase, que fazem uso do PQT MB adulto, estão sem receber o medicamento há mais de 90 dias. Isso porque a Secretaria da Saúde de Feira de Santana não está sendo abastecida pelo Núcleo Regional de Saúde Centro Leste, informou Governo Volbert Martins.

A justificativa dada através de nota técnica da Diretoria de Vigilância Epidemiológica da Bahia (Divep) é que o medicamento é produzido em Israel, e por causa da pandemia teve alguns problemas na fabricação e importação.

Segundo eles, para o medicamento ser dispensado no Brasil passa por validação dos lotes pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Após estes procedimentos serão dispensados aos Estados e Municípios.

Já os medicamentos Corticorten de 5mg e Predinisona de 20 mg, diferentemente do que foi informado por pacientes, possuem estoque disponível. Eles também são necessários para o tratamento da hanseníase.

Sobre Carlos Augusto 9463 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).