Procurador-geral da República afasta Ângelo Goulart Villela acusado de vazar dados da Operação Greenfield em troca de propina

Angelo Goulart Villela, procurador da República.
Angelo Goulart Villela, procurador da República.

O procurador-geral da República, Augusto Aras, afastou o procurador  Ângelo Goulart Villela de suas funções no Ministério Público. A portaria, que além do afastamento suspende o pagamento de vencimentos e vantagens pecuniárias, foi publicada nesta segunda-feira (08/02/2021)., revela reportagem do site Consultor Jurídico (ConJur).

Villela foi acusado de violar o dever de sigilo funcional por vazar informações da operação “greenfield” em troca de propina. A portaria de Aras cumpre liminar de uma ação civil pública que corre na 4ª Vara Cível Federal de São Paulo.

Em maio de 2020, o Conselho Superior do MPF já havia aplicado pena de demissão ao procurador. Segundo a apuração, em 2017, quando atuava na greenfield, ele teria revelado informações a respeito de investigações envolvendo o grupo empresarial J&F.

A defesa do procurador, segundo informou o jornal O Globo, sustenta que ele tinha enviado a um empresário da J&F apenas material não sigiloso, com o objetivo de convencer empregados da companhia a celebrarem um acordo de delação premiada.

Diálogos

Conforme publicou a ConJur nesta segunda-feira, Villela aparece em diálogos apreendidos pela Polícia Federal no curso da chamada operação “spoofing”.

Nas mensagens ele inventa frases atribuídas ao ministro Ricardo Lewandowski, como a de que seu colega Luiz Fux “tem um guaxinim na cabeça”. Para Villela, “esse Lewandowski não é nada”.

*Com informações do site Consultor Jurídico (ConJur).

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 106708 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]