Instaladas, comissões permanentes do Senado para o biênio 2021-2023 começam a definir suas agendas

Davi Alcolumbre, Fernando Collor, Dário Berger (na fileira superior), Acir Gurgacz, Rodrigo Cunha e Jaques Wagner (na fileira inferior) foram eleitos, respectivamente, para presidir CCJ, CDR, CI, CRA, CCT e CMA.
Davi Alcolumbre, Fernando Collor, Dário Berger (na fileira superior), Acir Gurgacz, Rodrigo Cunha e Jaques Wagner (na fileira inferior) foram eleitos, respectivamente, para presidir CCJ, CDR, CI, CRA, CCT e CMA.

Mais seis comissões permanentes do Senado foram instaladas e definiram seus presidentes e vice-presidentes nesta quarta-feira (24/02/2021). Elas se somam às outras seis que já haviam definido quem as comandará durante o biênio de 2021-2023. As comissões começam agora a estabelecer suas agendas. A única que falta instalar-se é a Comissão do Senado Futuro, ainda sem data definida.

A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) será presidida pelo senador Davi Alcolumbre (DEM-AP), que deixou o comando da Casa no dia 1º de fevereiro. O vice-presidente da CCJ será o senador Antonio Anastasia (PSD-MG).

A Comissão de Meio Ambiente (CMA) terá o senador Jaques Wagner (PT-BA) como presidente nós próximos dois anos. O senador Confúcio Moura (MDB-RO) foi eleito vice-presidente.

A Comissão de Agricultura e Reforma Agrária (CRA) escolheu como presidente o senador Acir Gurgacz (PDT-RO). A eleição para a vice-presidência foi adiada em razão de um impasse, e está entre os senadores Wellington Fagundes (PL-MT) e Soraya Thronicke (PSL-MS).

A Comissão de Serviços de Infraestrutura (CI) escolheu como presidente o senador Dário Berger (MDB-SC). A vice-presidência ficará a cargo do senador Jayme Campos (DEM-MT).

A Comissão de Ciência e Tecnologia (CCT) escolheu o senador Rodrigo Cunha (PSDB-AL) para presidi-la. A definição de quem ocupará esse cargo foi adiada para a próxima reunião da CCT.

A Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo (CDR) escolheu o senador Fernando Collor (Pros-AL) para presidente e o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) a vice-presidência.

Outras comissões

Na terça-feira, seis outras comissões da Casa já tinham definido seu comando, estabelecendo uma nova configuração política. O novo presidente da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) é o senador Otto Alencar (PSD-BA). O vice é o senador Vanderlan Cardoso (PSD-GO).

A Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE) escolheu a senadora Kátia Abreu (PP-TO) como presidente. A escolha do vice-presidente foi adiada.

A Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) terá como presidente o senador Humberto Costa (PT-PE) e como vice o senador Fabiano Contarato (Rede-ES).

A Comissão de Assuntos Sociais (CAS) elegeu o senador Sérgio Petecão (PSD-AC) como presidente e a senadora Zenaide Maia (Pros-RN) com vice-presidente.

A Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE) escolheu como presidente, no biênio 2021-2023, o senador Marcelo Castro (MDB-PI). A vice-presidência ficou com a senadora Leila Barros (PSB-DF).

A Comissão de Transparência, Fiscalização e Controle (CTFC) escolheu o senador Reguffe (Podemos-DF) como presidente para o biênio 2021-2023. Para a vice-presidência, foi escolhido o senador Marcos do Val (Podemos-ES).

*Com informações da Agência Senado.

Sobre Carlos Augusto 9462 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).