Atlantic Nickel embarca quase 10 mil toneladas de concentrado de níquel para China do porto de Ilhéus 

Vista aérea do porto de Ilhéus.
Vista aérea do porto de Ilhéus.

A Atlantic Nickel, única empresa no Brasil produtora de níquel sulfetado, matéria-prima fundamental na fabricação de baterias para carros elétricos, realizou o primeiro embarque de 2021 para exportação de sua produção pelo Porto de Ilhéus, região sul da Bahia. O navio, com o primeiro carregamento deste ano, partiu transportando quase 10 mil toneladas de concentrado de níquel em direção ao Porto de Xingang, na China. A Bahia, o 4º maior produtor brasileiro de bens minerais, de acordo com dados da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE), pode ganhar uma nova mina em breve, já que a companhia identificou no final de 2020 uma área com potencial significativo de recursos para exploração do minério, no mesmo cinturão geológico onde já funciona a Mina Santa Rita.

“Além de ser a única produtora de níquel sulfetado do Brasil, a Atlantic Nickel está mexendo com toda uma cadeia produtiva no Sul da Bahia, valorizando a mão de obra local e proporcionando distribuição de renda na região. A operação também alavanca o transporte marítimo do Porto de Ilhéus, que em dezembro de 2020 aumentou em 31,5% o volume de cargas em relação à 2019, com as obras do Porto Sul andando, essa atividade econômica dende a ganhar protporções ainda maiores”, declara o vice-governador João Leão, secretário da pasta.

A Atlantic Nickel começou o ano cumprindo os cronogramas e metas de produção para atender à crescente demanda do mercado mundial da eletrificação após alcançar a marca de 67,7 mil toneladas de concentrado de níquel direcionadas ao mercado internacional em 2020. Os resultados são fruto de uma operação que emprega mais de 1,7 mil pessoas em Itagibá.

A empresa foi responsável ainda pela injeção de R$ 151 milhões em compras e contratos com fornecedores da Bahia entre 2018 e 2020. O objetivo é manter o cenário de prioridade às relações comerciais com fornecedores da Bahia, sobretudo, aqueles sediados no território de atuação da Atlantic Nickel. Já são 2.140 estabelecimentos em toda a Bahia cadastrados pela companhia para aquisição de produtos e serviços, mais da metade deles pertencentes à microrregião Itagibá-Ipiaú.

Outro índice importante, os contratos firmados para prestação de serviços corroboram com esta perspectiva de fomento à economia local, além de atuar na valorização da mão-de-obra, circulação de renda e oferta de postos de trabalho no interior da Bahia. Resultado das parcerias com fornecedores regionais no setor de serviços, são mais de R$ 75,7 milhões investidos até o final do ano de 2020.

Sobre Carlos Augusto 9705 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).