Agência alemã vai implementar painéis solares em unidades do Minha Casa, Minha Vida de Feira de Santana

Técnicos da Secretaria Municipal de Habitação e Regularização Fundiária de Feira de Santana (SEHAB), vistoriaram imóveis do Minha Casa, Minha Vida do Bairro Asa Branca.
Técnicos da Secretaria Municipal de Habitação e Regularização Fundiária de Feira de Santana (SEHAB), vistoriaram imóveis do Minha Casa, Minha Vida do Bairro Asa Branca.

Técnicos da Secretaria Municipal de Habitação e Regularização Fundiária de Feira de Santana (SEHAB),  e pesquisadores da Agência Alemã de Cooperação para o Desenvolvimento Sustentável (GIZ) visitaram nesta segunda-feira (22/02/2021), os residenciais Asa Branca I, II, III, IV e V – conjuntos habitacionais do Programa Minha Casa Minha Vida (MCMV) – para tratar de um projeto piloto em eficiência energética.

O estudo, desenvolvido em parceria com a Universidade de São Paulo (USP) e a Secretaria Nacional de Habitação do Ministério do Desenvolvimento Regional, será implementado em apenas três cidades brasileiras – Bauru e Belo Horizonte – e Feira de Santana a única escolhida na Bahia para receber o projeto.

Nesta primeira etapa será elaborada uma metodologia de avaliação para requalificar unidades habitacionais degradadas através da instalação de painéis solares. Desta forma, a comunidade usará, racionalmente, as fontes de energia por um custo menor e a mesma quantidade de energia atual.

A secretária Cinthia Machado afirma que “mais de 6 mil pessoas da comunidade do Asa Branca serão beneficiadas diretamente”, além de render melhorias aos próximos empreendimentos do MCMV.

Pai de quatro filhos e morando há sete anos no bairro, o verdureiro Gean Paulo Miranda que o projeto é uma esperança para equilibrar o orçamento familiar. “É mais em conta para a gente e por isso vamos apoiar a ideia”.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 111041 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]