Pandemia muda dinâmica da edição 2021 das festas do Bonfim e Terno de Reis em Salvador

Para evitar a disseminação do coronavírus, as paróquias vão realizar missas com controle de fiéis, adoção de medidas e seguindo protocolos municipais e celebrações on-line.
Para evitar a disseminação do coronavírus, as paróquias vão realizar missas com controle de fiéis, adoção de medidas e seguindo protocolos municipais e celebrações on-line.

Devido à pandemia provocada pela Covid-19, as manifestações de rua das tradicionais festas populares de Salvador foram canceladas pela Prefeitura. Entre as comemorações mais emblemáticas no mês de janeiro estão as homenagens ao Senhor do Bonfim e Terno de Reis. Para evitar a disseminação do coronavírus, as paróquias estão se adaptando ao “novo normal” e vão realizar missas com controle de fiéis, adoção das medidas de sanitárias e seguindo os protocolos municipais e celebrações on-line.

“É necessário cumprir as determinações e limitações impostas pela pandemia ao longo das semanas e meses que se seguem. Mesmo com tais limitações, as nossas festas populares fazem parte do nosso patrimônio imaterial e devem ser valorizadas por todos, tanto soteropolitanos quanto aqueles que nos visitam”, frisa o presidente da Empresa Salvador Turismo (SALTUR), Isaac Edington.

Ele faz questão de lembrar que as festas populares possuem, cada uma delas, diferentes características e instituições/entidades que fazem parte de sua governança, tendo dinâmicas diferentes em suas concepções e realizações. A Prefeitura, por meio dos mais diversos órgãos, apoia todas elas, contribuindo para a promoção e valorização das tradições e cultura que fazem parte da identidade de Salvador.

Para o historiador Vitor Porto, as principais comemorações do calendário de festividades populares refletem, sobretudo, a tradição da primeira capital do Brasil. “São eventos que traduzem a história de Salvador para nós baianos e, também, para os turistas que vêm à nossa cidade. Sem sombra de dúvidas temos sentido muito a ausência dessas festas, das pessoas nas ruas. Contudo, sabemos que não há outro jeito neste momento”, afirma.

Bonfim

A festa do Senhor do Bonfim será realizada entre os dias 8 e 17. A Basílica Santuário Senhor Bom Jesus do Bonfim adaptou a programação festiva para que os fiéis possam prestar suas homenagens e louvores seguindo todos os protocolos de segurança. As celebrações serão realizadas dentro da igreja, com acesso por ordem de chegada e transmitidas através da WebTV do Bonfim (canal do YouTube) e das redes sociais do Santuário. Os festejos têm início com a abertura da novena no dia 8, que segue até o dia 16, sempre às 19h.

O reitor da Basílica do Bonfim, padre Edson Menezes, lembra a necessidade de cuidado e atenção por parte dos fiéis que vão participar das celebrações. “Queremos continuar erguendo nossas preces ao Senhor do Bonfim para que se compadeça do seu povo nestes tempos tão difíceis que vivemos. Mas, não podemos esquecer que a pandemia não acabou. Precisamos manter o distanciamento social e seguir as orientações das autoridades de saúde”, afirmou.

O padre também recomenda que os fiéis que participam da Procissão dos Três Pedidos (que não será realizada esse ano) escolha um dia e horário adequados para realizar as três voltas em torno da Basílica e fazer os seus pedidos e agradecimentos.

Programação modificada

No dia 14 de janeiro, data que seria dedicada à tradicional lavagem das escadarias da Basílica, a imagem peregrina do Senhor do Bonfim sairá da Matriz da Paróquia Nossa Senhora da Vitória, às 8h, em carro aberto rumo à Colina Sagrada. Durante o trajeto, passará em frente à Basílica Santuário Nossa Senhora da Conceição da Praia, seguindo o mesmo percurso do cortejo da lavagem.

Após a chegada da imagem, no interior da Basílica, o padre Edson Menezes transmitirá a tradicional mensagem proferida todos os anos da janela da Basílica e concederá a bênção através das redes sociais e dos meios de comunicação sociais presentes. No dia 16, os fiéis são convidados a participarem do Drive Thru Solidário, que será realizado na sede do Projeto Bom Samaritano, na Praça do Bonfim, 49. Serão arrecadados alimentos não-perecíveis, materiais de limpeza e de higiene pessoal.

No dia 17 de janeiro, a programação terá início com o repique dos sinos da Basílica, às 5h. Não haverá queima de fogos em respeito aos doentes nos hospitais próximos à Igreja. Às 10h30, o arcebispo de Salvador e primaz do Brasil, cardeal Dom Sergio da Rocha, presidirá a Missa Solene e, ao final da celebração, concederá a Bênção Apostólica com Indulgência Plenária.

Às 15h, a imagem peregrina do Senhor do Bonfim sairá em carro aberto da Basílica para percorrer as ruas da Cidade Baixa e ser homenageada ao passar pelas portas das igrejas católicas que compõem a Forania 4, região de Itapagipe: Nossa Senhora da Penha de França, Nossa Senhora da Boa Viagem, Nossa Senhora da Piedade, Nossa Senhora dos Mares e São Jorge.

Festa de Reis reduzida

Sem os tradicionais Ternos de Reis, a solenidade da Epifania do Senhor será celebrada na Lapinha com o número reduzido de fiéis. Com o tema central “Glória a Deus no mais alto dos céus, que nos deu o Seu Filho Jesus. Só a Ele o nosso louvor e gratidão”, a Paróquia Nossa Senhora da Conceição realiza o tríduo em preparação à Solenidade da Epifania do Senhor – Festa de Reis. Até esta segunda-feira (4), mediante agendamento prévio, 100 fiéis podem participar do tríduo, sempre às 18h. No domingo (3), além do tríduo, também foi celebrada a missa, às 8h.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108726 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]