General especialista em “logística”, ministro Eduardo Pazuello deixa país sem seringas para vacinação

Publicidade

Banner da Gujão: Campanha com o tema ‘Tudo fresquinho é melhor’, veiculada em 3 de junho de 2022.
O fracasso do pregão é mais um flagrante negativo das qualidades “logísticas” do ministro Eduardo Pazuello na condução do Ministério da Saúde. A falta de seringas completa o quadro de ausência de plano para início seguro da vacinação e de treinamento dos profissionais.
O fracasso do pregão é mais um flagrante negativo das qualidades “logísticas” do ministro Eduardo Pazuello na condução do Ministério da Saúde. A falta de seringas completa o quadro de ausência de plano para início seguro da vacinação e de treinamento dos profissionais.

Entre a incompetência e ação deliberadamente relapsa, fracassou o leilão do governo federal para compra de seringas. Das 331 milhões de unidades pretendidas, o Ministério da Saúde só conseguiu comprar 7,9 milhões, ou seja, 2,4%. O pregão eletrônico foi realizado nesta terça-feira (29/12/2020).

O fracasso do pregão é mais um flagrante negativo das qualidades “logísticas” do ministro Eduardo Pazuello na condução do Ministério da Saúde. A falta de seringas completa o quadro de ausência de plano para início seguro da vacinação e de treinamento dos profissionais.

A compra de seringas e agulhas costuma ser feita por Estados e municípios. No entanto, durante a pandemia, o Ministério da Saúde decidiu centralizar estes insumos. Diante disso, o ministério terá que realizar um novo pregão, ainda sem data definida.

Além da vacinação contra a Covid-19, as seringas e agulhas adquiridas pelo Ministério da Saúde serviriam para a campanha de imunização contra o sarampo. Em relação à Covid-19, a estimativa é que 108 milhões de doses sejam aplicadas ainda no primeiro semestre, no caso do governo apresentar um plano de vacinação exequível.

Segundo representantes da Associação Brasileira da Indústria de Artigos e Equipamentos Médicos, Odontológicos, Hospitalares e de Laboratórios (Abimo), desde julho a entidade alerta o Ministério da Saúde o sobre a necessidade de planejar a compra das vacinas.

Fracassa pregão de compra de vacinas promovida pelo Desgoverno Bolsonaro.
Fracassa pregão de compra de vacinas promovida pelo Desgoverno Bolsonaro.
Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 123283 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.