Após decisão do STF, ex-presidente Lula terá acesso a mensagens de Sérgio Moro e procuradores

Juiz 10ª Vara Federal Criminal do DF cumpriu determinação do ministro Ricardo Lewandowski para que defesa do ex-presidente receba conteúdo de mensagens obtidas na Operação Spoofing, que prendeu hackers que invadiram celular de Sergio Moro.
Juiz 10ª Vara Federal Criminal do DF cumpriu determinação do ministro Ricardo Lewandowski para que defesa do ex-presidente receba conteúdo de mensagens obtidas na Operação Spoofing, que prendeu hackers que invadiram celular de Sergio Moro.

O juiz Gabriel Zago Capanema Vianna de Paiva, plantonista da 10ª Vara Federal Criminal do DF, cumpriu determinação do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, e ordenou a liberação do conteúdo de mensagens obtidas pela Operação Spoofing à defesa do ex-presidente Lula.  A operação foi responsável pela prisão, em 2919, de suspeitos de invadirem o celular do ex-juiz Sergio Moro.  No despacho, o juiz determinou que a Divisão de Contrainteligência da Diretoria de Inteligência da Polícia Federal deve ser notificada para cumprir a determinação.

Após ser notificado da decisão de Lewandowski, Waldemar Cláudio de Carvalho, responsável anterior pelo plantão da 10ª Vara, considerou o caso sem urgência e não cumpriu a determinação. Na segunda-feira (04/01/2021), o ministro enviou um oficial de justiça para intimar o plantonista da 10ª Vara a cumprir a decisão.

“À vista da decisão juntada aos autos, prolatada pelo juiz federal Waldemar Cláudio de Carvalho, que respondia pelo plantão judiciário da 10ª Vara Federal Criminal da Seção Judiciária do Distrito Federal, e considerando que o oficial de justiça responsável por intimá-lo informou a cessação de seu plantão, determino sejam o novo plantonista e o juiz titular da referida Vara intimados das decisões proferidas por este relator, também mediante oficial de justiça, para o seu imediato cumprimento”, disse o ministro em  seu despacho.

Ainda de acordo com Lewandowski, devem ser entregues à defesa ainda todas as conversas relacionadas à investigações e ações penais do ex-presidente Lula na 13ª Vara Federal Criminal de Curitiba ou em qualquer outra jurisdição, ainda que estrangeira.

O conteúdo das mensagens, cujo arquivo tem 7 terabytes, deverá comprovar o que a defesa de Lula aponta desde o início das acusações infundadas da Lava Jato contra o ex-presidente: o caráter parcial do ex-juiz, que atuou, em conluio com Deltan Dallagnon, única e exclusivamente para perseguir Lula e impedir que ele concorresse às eleições de 2018.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 106820 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]