Vereadores não reeleitos se despedem da Câmara Municipal de Feira de Santana e garantem continuar trabalhando em prol da comunidade

Roberto Tourinho: a estes cidadãos e suas entidades representativas, dediquei uma boa parte dos mandatos que exerci nesta Casa, para lhes assegurar direitos.
Roberto Tourinho: a estes cidadãos e suas entidades representativas, dediquei uma boa parte dos mandatos que exerci nesta Casa, para lhes assegurar direitos.

Autor de aproximadamente 300 leis, ao longo de sete mandatos, o vereador Roberto Tourinho (PSB) se despede da Câmara Municipal de Feira de Santana, ele não disputou a reeleição, pois candidatou-se a prefeito – com uma convicção: advogado e jornalista, vai retomar suas atividades profissionais, mas continuará fazendo política. “Estaremos ao lado dos amigos já na próxima eleição, daqui a dois anos, participaremos ativamente da vida pública do Município”, afirma, em entrevista para a TV Câmara. “A vida pública é uma caminhada”, diz.

Sentindo-se revigorado, mesmo depois de tantos embates, revela que se tivesse que começar tudo novamente, o faria com “alegria, vigor e experiência” adquiridos ao longo dos anos, frase que deixa no ar a possibilidade de retorno à disputa de mandato eletivo, no futuro. Iniciado na Câmara Municipal em 1º de janeiro de 1989, aos 24 anos de idade, se despede aos 56. O filho do ex-prefeito José Falcão da Silva, de quem foi assessor na segunda gestão do falecido líder político, observa que entre as centenas de leis que criou e conseguiu aprovar, deixa um acervo nas áreas de saúde, educação, defesa do consumidor e direitos dos idosos, mas, principalmente, para os portadores de deficiências. “A estes cidadãos e suas entidades representativas, dediquei uma boa parte dos mandatos que exerci nesta Casa, para lhes assegurar direitos”.

Também teve forte influência na fiscalização aos atos da Administração Municipal, uma vez que sempre esteve na oposição aos diversos governos estabelecidos. Denunciou e defendeu mudanças na melhoria de serviços como transporte público, mobilidade urbana, saúde e educação, buscou soluções para equipamentos, principalmente o Centro de Abastecimento, bem como por melhorias na vida da população dos distritos.

Candidatura a prefeito: “experiência enriquecedora”

Como candidato a prefeito, ele diz ter visitado todos os bairros e distritos, observando problemas de perto. “Uma experiência enriquecedora. Não fomos eleitos, porém saímos vitoriosos, pois tivemos a oportunidade de conhecer, mais de perto, os problemas da nossa cidade, de estudar e apresentar propostas”. Agradecido ao povo de Feira e a todos os amigos e companheiros que lhe abriram as portas, também presta reconhecimento à sua equipe de trabalho; à imprensa, através da qual obteve espaço para “defender ideias e ideais”, e de modo especial à família, “que nesses 28 anos sempre esteve ao nosso lado, apoiando em todas as decisões, firme como um jequitibá, feliz nos momentos de alegria e compartilhando os momentos de tristeza”.

Aldney Bastos despede-se da Câmara, mas vê “surpresa de Deus” para 2021

Ao encerrar o segundo mandato, sem ter obtido êxito na tentativa de permanecer na Câmara de Feira de Santana, a vereadora Neinha (DEM) deixa ao seu eleitorado uma mensagem bastante otimista sobre o que lhe espera em 2021. “Aguarde, porque surpresa de Deus terá na vida da vereadora Neinha, como sempre teve”, diz ela, em entrevista para a TV Câmara, veículo da Assessoria de Comunicação do Poder Legislativo na internet.

Nascida em Bonfim de Feira, ela comemora a implantação, pela Prefeitura, a partir de indicação de sua autoria, de uma unidade do CRAS (Centro de Referência em Assistência Social) na sede do distrito. “Com muito orgulho, quero dizer ao meu povo de Bonfim que não precisa vir até Feira, que é metrópole, para resolver aquilo de direito deles, um atendimento rápido e de qualidade”, diz ela, que considera ter sido uma representante daquela comunidade, na Casa Legislativa, “que teve o olhar sensível para ver e saber que o seu povo precisa, que se colocou no lugar dele para perceber as suas necessidades”.

Outra indicação de relevância social, de iniciativa do seu mandato, resulta na construção de uma creche no Centro de Abastecimento, para que principalmente as mães possam trabalhar, enquanto seus filhos pequenos sejam bem cuidados por pessoas preparadas para tal. Ela foi sensibilizada pelas imagens de crianças dormindo embaixo de barracas, enquanto os pais vendem os seus produtos na feira.

Neinha lembra que as suas emendas impositivas destinadas à saúde, em 2020, foram transferidas exclusivamente para os investimentos no combate à Covid-19. “Buscamos cuidar, tratar e proteger todas aquelas pessoas que estão convivendo com a doença”.  Evangélica, a vereadora diz que tudo que fez e vai continuar fazendo é “aquilo que Deus me ensinou, preparou e mostrou”.

José Menezes diz que sai fortalecido da Câmara

Embora não tenha conquistado a reeleição para o seu segundo mandato, o vereador Zé Filé (PSD) diz estar “mais fortalecido” ao deixar a Câmara, a partir de 1º de janeiro. “Sei das coisas boas que fiz enquanto estive vereador e da minha responsabilidade agora, que continuo homem público, mas fora do poder”, disse ele em entrevista para a TV Câmara. “Estou lutando, a partir deste momento, para que eu possa ser deputado estadual, em nome de Jesus”, anuncia o representante do populoso Bairro Feira X. “Pedí a Deus que me capacitasse cada dia mais, alcançando o objetivo de ser um vereador que representasse o povo mais carente.

Agora quero ser o deputado que a Bahia precisa ter na Assembleia Legislativa”, diz ele. Otimista em relação a 2021, observa que perdeu uma luta, este ano (a conquista do segundo mandato não lhe foi possível) mas não a guerra: “A luta é fato, todos nós perdemos, mas é preciso levantar a cabeça, se apegar a Deus e seguir em frente, que a vitória vem aí”.

Suplente em 2021, Luiz Augusto crê em compromisso de Colbert, de mantê-lo na Câmara

Há um compromisso político firmado pelo prefeito Colbert Martins Filho (MDB) com o vereador Lulinha (DEM) sobre a legislatura que se inicia dia 1º de janeiro. Não reeleito em 15 de novembro, embora tenha obtido quase 4 mil votos, acredita que, na condição de suplente, poderá ser mantido na Câmara. “O prefeito já falou que, se fosse reeleito, eu continuaria na Casa da Cidadania para seguir o meu trabalho”, revela, em entrevista exclusiva para a TV Câmara. Confiante, ele diz que segue “na luta para continuar buscando melhorias para os bairros e distritos feirenses, no aguardo se vamos ser chamados ou não”. Está na expectativa de cumprir mais um mandato ou até mesmo ser convidado para uma Secretaria. “Isso depende do prefeito, mas ele já disse que, pela votação que eu tive, sendo o primeiro suplente geral, com 3.920 votos, devo sim ser valorizado”. Para obter uma cadeira, será necessário que o chefe do Poder Executivo convide um vereador eleito do Democratas a ocupar uma secretaria ou superintendência municipal.

Lulinha atribui o recente revés às novas regras eleitorais, que impediram coligações partidárias no pleito proporcional. “Meu partido não obteve a quantidade de votos esperada, mas fui o 9º mais votado, entre cerca de 600 candidatos”. Diz que havia a perspectiva de que a legenda atingisse cerca de 50 mil votos, elegendo de quatro a cinco vereadores, mas só alcançou 33 mil, com três cadeiras. “Graças a Deus e a aliados como o ex-prefeito José Ronaldo, o prefeito Colbert e o deputado federal José Nunes, o meu trabalho teve muitas conquistas de benefícios para várias comunidades na cidade e na zona rural, além da aprovação de importantes leis, indicações, requerimentos e ofícios”, avalia o vereador, que na atual legislatura ocupou por um período o cargo de líder da bancada do Governo na Câmara. Independentemente de seu destino a partir de 2021, diz que perdeu a eleição, “mas não a coragem e a vontade de continuar trabalhando”.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 112790 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]