Prefeitura contesta denúncia sobre redução no quadro de enfermeiros e técnicos do Hospital de Campanha de Feira de Santana

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Nunca houve redução no quadro de funcionários do Hospital de Campanha de Feira de Santana, diz Prefeitura.
Nunca houve redução no quadro de funcionários do Hospital de Campanha de Feira de Santana, diz Prefeitura.

Em nota enviada nesta segunda-feira (14/12/2020) ao Jornal Grande Bahia (JGB), a Prefeitura contesta denúncia matéria veiculada no domingo (13) com título ‘Hospital de Campanha de Feira de Santana está trabalhado com equipe reduzida de enfermeiros e técnicos; Situação coloca em risco saúde dos profissionais’. Segundo a nota, jamais ocorreu redução do quadro pessoal, desde o início das operações da unidade de saúde. O governo municipal destacou que as recomendações do Conselhos Regionais de Enfermagem da Bahia (COREN) são incorporadas às práticas hospitalares.

Confira nota sobre o Hospital de Campanha de Feira de Santana

O quadro de funcionários do Hospital de Campanha de Feira de Santana nunca foi reduzido, desde a sua implantação. O esclarecimento é da S3 Gestão em Saúde, instituição contratada pela Prefeitura de Feira de Santana para administrar a unidade hospitalar. A quantidade de funcionários é dimensionada de acordo com o número de leitos, atendendo, inclusive, às recomendações dos Conselhos Regionais de Enfermagem da Bahia (COREN).

Atualmente o Hospital de Campanha de Feira de Santana conta com um total de 275 colaboradores, entre eles celetistas, médicos e terceirizados, acima do contratualizado, garantindo a segurança de todos os processos assistenciais.

A S3 informa ainda que a unidade nunca parou suas atividades. No mês de outubro, por conta da baixa nos casos de infecção, houve apenas uma redução de 8 leitos de UTI ofertados na unidade. “Leitos esses que não estavam na proposta inicial do hospital e que foram abertos após inauguração, para reforçar o atendimento aos pacientes e evitar o colapso no município”, explica o diretor médico do Hospital da Campanha, Francisco Mota.

Ele acrescenta ainda que devido ao aumento de pacientes hospitalizados nas últimas semanas, a unidade vem reativando gradualmente esses leitos. “Na data de hoje [Domingo, 13 de dezembro de 2020] o hospital está com 22 pacientes internados na enfermaria e 16 pacientes internados na UTI”, completa.

Leia +

Hospital de Campanha de Feira de Santana está trabalhado com equipe reduzida de enfermeiros e técnicos; Situação coloca em risco saúde dos profissionais

Sobre Carlos Augusto 9611 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).