Feira de Santana: Vereador petista eleito garante que se for escolhido presidente não será submisso ao executivo | Por Sérgio Jones

Nas Eleições 2020, Silvio Dias foi eleito vereador pelo PT Feira de Santana com 3.952 votos.
Nas Eleições 2020, Silvio Dias foi eleito vereador pelo PT Feira de Santana com 3.952 votos.

Questionado sobre a possibilidade de vir a ser candidato para disputar a vaga de presidente do legislativo feirense, o vereador petista eleito, Silvio Dias, na condição de neófito adiantou que se eleito for não vai ser submisso, dizer amém ao Poder Executivo.

Tal pronunciamento, embora legítimo e digno de louvor, não passa de retórica e de um sonho de verão. O que ele não percebeu, ao adotar essa postura, é que prematuramente disparou um tiro contra o próprio pé.

As chances de ser bem-sucedido nessa empreitada é nenhuma. Pelo simples fato de que a maioria de suas excelências são submissas e não estão dispostas a abrirem mão dos cargos oferecidos, como moeda de troca, pelo executivo.

Os seus pares, não medirão esforços para que tudo continue como dantes no castelo de Abrantes. Os caprichos dos senhores da Casa Grande devem ser mantidos.

O vereador petista lamentou o arquivamento da CPI para apurar denúncias de corrupção na saúde, envolvendo o Poder Executivo Municipal. Fato que considerou abominável e que depõe contra os interesses da população feirense.

“A Câmara Municipal tem que ser independente, tem que ter voz e que deve ser refletida nos vereadores a partir do dia 1º de janeiro de 2021,” declarou candidamente Dias.

Admiro a sua coragem e disposição, mas infelizmente, não terá o apoio necessário para tanto. Logo veremos as figuras ignominiosas do prefeito de direito e não de fato, Colbert Martins, ao lado de seu manipulador e mentor político Zé Ronaldo, marcando posição e presença na Casa da Cidadania para, de forma draconiana, determinar quem deverá ser o próximo ungido para ocupar o “tão nobre e almejado cargo”.

Importante esclarecer que na eleição passada o ex-prefeito, José Ronaldo, se fez presente no legislativo fazendo abertamente lobby em favor do inepto vereador, José Carneiro. Para que o mesmo fosse indicado para o cargo daquele suposto ou presumível “Poder Independente”. O que tragicamente, acabou acontecendo. A história deverá se repetir em um futuro próximo, quem viver verá!

Sérgio Jones, jornalista ([email protected]).