Consultoria contrata ex-ministro Sergio Moro como diretor; Político é anti-exemplo de ex-magistrado digno

Sergio Moro, ex-ministro da Justiça e Segurança Pública e ex-juiz federal.
Sergio Moro, ex-ministro da Justiça e Segurança Pública e ex-juiz federal.

O ex-ministro da Justiça e Segurança Pública Sergio Moro será sócio-diretor da consultoria Alvarez & Marsal na área de disputas e investigações.

A consultoria global de gestão de empresas afirmou em comunicado que a contratação de Moro está alinhada com seu compromisso estratégico em desenvolver soluções para questões complexas de disputas e investigações.

“A experiência de Sergio como ministro … somado à sua extensa bagagem em anticorrupção, crime do colarinho branco e lavagem de dinheiro, contribuirá para solucionar os problemas dos clientes”, afirmou Steve Spiegelhalter, sócio-diretor da A&M em nota.

Em abril, Moro pediu demissão do Ministério da Justiça em duro discurso contra o presidente Jair Bolsonaro, motivado pela exoneração de Maurício Valeixo do comando da Polícia Federal, o que indicaria tentativa de interferência do presidente no órgão.

Ele passou um ano e quatro meses no cargo, após abandonar carreira de 22 anos como juiz, quando se tornou emblema da operação Lava Jato, para assumir a pasta no governo Bolsonaro.

Crise moral e ética

Sérgio Moro, político, se tornou anti-exemplo de ex-magistrado digno.

Enquanto juiz da 13º Vara Criminal Federal de Curitiba, Sérgio Moro condenou diretores do Grupo Odebrecht, fato que levou a companhia a grave crise financeira, que conduziu à recuperação judicial, cujo escritório gestor da recuperação contrata o ex-magistrado como diretor, diz fonte e completa “pelo visto, existem muitas formas de ser desonesto neste país”.

*Com informações de Peter Frontini da Agência Reuters.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 111000 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]