Campanha de Zé Neto emite nota de esclarecimento sobre matéria do JGB que apresenta dados da prestação de contas das Eleições 2020 para prefeito de Feira de Santana

Nota da campanha de Zé Neto sobre matéria do JGB que relata dados da prestação de contas das Eleições 2020 para prefeito de Feira de Santana.
Nota da campanha de Zé Neto sobre matéria do JGB que relata dados da prestação de contas das Eleições 2020 para prefeito de Feira de Santana.

A assessoria da campanha do deputado José Cerqueira Neto (Zé Neto, PT) emitiu nesta quarta-feira (02/12/2020) nota de esclarecimento sobre matéria do Jornal Grande Bahia (JGB) que apresenta dados da prestação de contas das Eleições 2020 para prefeito de Feira de Santana.

Em síntese, argumenta a assessoria do candidato que, como não foi finalizada a prestação de contatas do prefeito Colbert Martins Filho (MDB), candidato eleito no pleito, não é possível comparar os dados de receita e despesa das duas campanhas.

Nota de esclarecimento

Argumenta a assessoria do candidato Zé Neto, nos seguintes termos:

— O Jornal Grande Bahia (JGB) divulgou uma análise dos dados das prestações de contas das campanhas dos dois candidatos à prefeito que participaram do segundo turno das eleições 2020 em Feira de Santana, afirmando que Zé Neto do PT obteve R$ 2.472.980,89 em receitas, sendo considerado ainda que o valor arrecadado representa a maior receita financeira do processo eleitoral e um recorde no histórico de campanhas majoritárias ocorridas em Feira de Santana e que o vencedor do pleito, o prefeito Colbert Martins Filho (MDB) teria obtido uma arrecadação bem mais modesta, com R$ 724.701,50 em receitas.

— No entanto, é necessário esclarecer melhor tais dados, senão vejamos:

— Em relação ao valor de receitas obtidas no montante de R$ 2.472.980,89, é bom explicar que se refere ao valor total das doações realizadas pelo próprio candidato, por terceiros ou pelo partido referentes ao primeiro e segundo turno e que o limite legal para ser utilizado na campanha nos dois turnos é de R$ 2.531.435,00, conforme divulgado no próprio site Ainda mais, urge salientar que é dever da prestação de contas da campanha, realizar o cadastro de tudo que ocorre, quase que de forma diária, para que os eleitores possam acompanhar os gastos que são realizados, já que uma das fonte de receitas, o financiamento público.

— Sendo assim, visando garantir a transparência da prestação de contas e sua lisura, o candidato a prefeito, através de sua equipe financeira, cadastra todas as despesas e receitas diariamente durante o pleito, as quais constam atualizadas até o dia 14 de novembro, diferentemente do outro candidato, que até o presente momento divulgou somente as receitas e despesas realizadas até o dia 31 de outubro. Além do mais, o candidato Colbert, ainda pode lançar outras despesas referentes ao 2 turno e parte ainda do 1 turno, como também, ainda pode arrecadar até o final da entrega da prestação de contas, os valores necessários para os pagamentos dos gastos realizados.

— Dessa forma, não há como realizar a comparação entre as duas prestações de contas, no momento em que se encontram, já que os parâmetros dos dados utilizados são totalmente distintos, pois enquanto, o candidato a prefeito, Zé Neto, já lançou toda a sua prestação de contas do 1 turno, o outro candidato, somente realizou o lançamento de parte da sua prestação de contas do 1 turno.

— Em relação ao valor de R$ 65.000,00 considerado como doação do próprio candidato, tem que ser explicado que desse montante foi realizada a doação em dinheiro de R$ 50.000,00 (cinquenta mil reais) e R$ 15.000,00 (quinze mil reais) em bens estimáveis em dinheiro, ou seja, foram cessões de uso de veículos do próprio candidato, os quais foram utilizados na campanha, não significando que houve gasto efetivo pelo candidato, entretanto, são receitas que são computadas na prestação.

— Note-se que a forma de divulgação dos dados, mesmo constante no site do Tribunal Regional Eleitoral, tem que ser analisada de forma técnica e igualitária entre os lançamentos a fim de se promover a informação correta ao leitor e eleitores.

Baixe

Nota da campanha de Zé Neto sobre matéria do JGB que relata dados da prestação de contas das Eleições 2020

Leia +

Eleições 2020: Zé Neto apresentou receita de R$ 2,472 milhões na prestação de contas da campanha para prefeito de Feira de Santana, enquanto Colbert Martins Filho conseguiu arrecadar R$ 724 mil

Carlos Augusto
Sobre Carlos Augusto 9011 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).