SIHS contrata empresa para elaborar Plano Estadual de Segurança Hídrica do Estado

Vista aérea da Barragem Santana Helena.Vista aérea da Barragem Santana Helena.

A Secretaria de Infraestrutura Hídrica e Saneamento (SIHS), contratou através de processo licitatório, pelo valor total de  R$ 4.953.846,39, empresa especializada para a elaboração do Plano Estadual de Segurança Hídrica (PESH). O resultado da licitação foi publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) nesta terça-feira (17/11/2020), cujo objeto envolve diagnósticos, atualização do Balanço Hídrico e detalhamento de intervenções estratégicas com a definição das principais intervenções estruturantes do Estado (Barragens, Sistemas Adutores, Canais, Eixos de Integração, Sistemas de Esgotamento Sanitário). O PESH também visa proporcionar a elaboração de projetos de preservação e recuperação dos principais rios do Estado da Bahia e seus afluentes O prazo total estimado para a execução das atividades previstas é de 18 (dezoito) meses, contados a partir da emissão da Ordem de Serviço.

A segurança hídrica está diretamente associada à garantia da oferta de água, em quantidade e qualidade para o abastecimento humano e para as atividades produtivas, de modo que períodos de secas, estiagens ou qualquer desequilíbrio entre a oferta e a demanda hídrica não signifique restrição ao consumo e, consequentemente, ao desenvolvimento econômico local e regional. Daí a importância do PESH, que contará com o apoio dos órgãos vinculados à SIHS: a Companhia de Engenharia Hídrica e Saneamento (Cerb), a Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) e a Agência Reguladora de Saneamento Básico (Agersa).

 “O principal objetivo do PESH será garantir a segurança hídrica para os momentos conjunturais mais críticos, com sustentabilidade e equilíbrio ambiental, identificando obras de infraestrutura hídrica, cujos resultados vão contribuir para maior disponibilidade de água nos 417 municípios da Bahia, no qual mais da metade (278) estão situados na região do semiárido, o que significa dizer que sofrem, constantemente, com a escassez do abastecimento de água. O governo da Bahia prioriza os investimentos nas áreas mais críticas do estado, no quesito da escassez hídrica, de modo a garantir a efetividade no planejamento da extensão de sua cobertura”, destaca o secretário da SIHS, Leonardo Góes.

 

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Redação do Jornal Grande Bahia
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]