Gerente do tráfico de Jequié é transferido para unidade de segurança máxima

Foram apreendidos uma pistola Glock G17, 43 munições, 12 rádios comunicadores, 10 quilos de maconha, 3 quilos de crack e 100 gramas de cocaína, duas balanças, pinos vazios para embalar os entorpecentes, anotações do tráfico de drogas e R$ 423,50.
Foram apreendidos uma pistola Glock G17, 43 munições, 12 rádios comunicadores, 10 quilos de maconha, 3 quilos de crack e 100 gramas de cocaína, duas balanças, pinos vazios para embalar os entorpecentes, anotações do tráfico de drogas e R$ 423,50.

Apoio: A ‘Operação Tempestade no Deserto’ identificou criminoso responsável por homicídios e tráfico de drogas na região, na manhã desta quarta-feira (25/11/2020).

Deflagrada no início da manhã desta quarta-feira (25/11/2020), pela 9ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (COORPIN/Jequié), a operação ‘Tempestade no Deserto’ identificou e transferiu para um presídio de segurança máxima, um dos gerentes do tráfico do município de Jequié. O criminoso havia sido preso no mês de setembro, na capital baiana.

Segundo contou o titular da 9ª Coorpin, delegado Cristiano Mangueira, ações de inteligência constataram que ele ordenava, de dentro do presídio, a realização de homicídios e tráfico de drogas. “Assim que identificamos que o nosso alvo principal agia de dentro do presídio, iniciamos o cumprimento dos mandados de busca em 14 celas do Conjunto Penal de Jequié e o transferimos para um presídio de segurança máxima”, contou.

O delegado ainda informou que, durante as revistas, celulares utilizados para a comunicação com outros criminosos foram apreendidos. “Continuamos o nosso trabalho de investigação para localizar outros comparsas dele”, disse.

Equipes da Companhia Independente de Policiamento Especializado (Cipe) Central, 19ª Batalhão da Polícia Militar (BPM/Jequié) e da Secretaria de Administração Penitenciária e Ressocialização (Seap) integraram a ação.

Ainda nesta quarta-feira, as equipes desarticularam uma casa que servia como esconderijo e depósito de drogas, durante a operação ‘Na toca do Lobo’, deflagrada pela 9ª Coorpin e pela divisão de homicídios da Delegacia Territorial (DT) de Jequié.

As investigações apontavam o possível esconderijo no bairro Joaquim Romão, naquele município. Os policiais identificaram a casa e durante o cumprimento de busca foi encontrado uma carabina Roni com mira acoplada e uma pistola Glock G17, calibres 9mm, 43 munições de mesmo calibre, 12 rádios comunicadores, 10 quilos de maconha, três quilos de crack e 100 gramas de cocaína, além de duas balanças, pinos vazios para embalar os entorpecentes, anotações do tráfico de drogas e R$ 423,50.

“Na casa ainda encontramos um adolescente que fazia parte da organização criminosa. Encaminhamos ele para a 1ª DT e solicitamos o internamento ao Ministério Público”, concluiu Mangueira.

*Com informações da Secretaria da Segurança Pública da Bahia (SSP Bahia).

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 106879 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]