Feira de Santana: Vereador reclama de atraso em obra de esgotamento em bairros próximos da Lagoa Grande

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
João dos Santos (João Bililiu): falta afundamento da lagoa, duas estações de tratamento e troca de tubulações que foram instaladas, porém de porte inferior ao que precisa aquela estrutura.
João dos Santos (João Bililiu): falta afundamento da lagoa, duas estações de tratamento e troca de tubulações que foram instaladas, porém de porte inferior ao que precisa aquela estrutura.

“Não tem 50% da obra feita”, afirma o vereador João Bililiu (PSD) sobre o esgotamento sanitário para beneficiar o Caseb e outros bairros no entorno da Lagoa Grande. Em mais um discurso na Câmara sobre o investimento, de responsabilidade do Governo do Estado, ele lamenta que o trabalho, iniciado em 2012, esteja chegando a oito anos e ainda se encontre inacabado.  “Falta afundamento da lagoa, duas estações de tratamento e troca de tubulações que foram instaladas, porém de porte inferior ao que precisa aquela estrutura”, disse ele na Tribuna da Câmara Municipal de Feira de Santana.

De acordo com dados obtidos pelo vereador, a obra inicialmente foi orçada em R$ 23 milhões, mas já teria consumido mais de R$ 100 milhões. Sem o esgotamento, a Lagoa Grande segue como um manancial de água fortemente poluída, que recebe grande quantidade diária de detritos sanitários a partir das residências próximas. Em sua opinião, o Governo do Estado “maltratou, machucou o povo de lá, ao deixá-lo com esgoto a céu aberto por tantos anos”. Diz que lamenta que o pleito de 15 de novembro esteja próximo e o trabalho não tenha concluído: “A esperança era a eleição, mas eu havia antecipado que ela chegaria e a promessa não iria ser cumprida”.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 112946 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]