Entidades empresariais de Feira de Santana apresentam reivindicações aos candidatos à prefeito nas Eleições 2020

Projeção gráfica do reordenamento e revitalização do centro comercial de Feira de Santana,
Projeção gráfica do reordenamento e revitalização do centro comercial de Feira de Santana,

Em manifesto, dez entidades empresariais de Feira de Santana apresentaram nesta quarta-feira (04/11/2020) dez reinvindicações  aos candidatos à prefeito de Feira de Santana. Dentre os requerimentos apresentados está o “compromisso de continuidade no reordenamento e revitalização do centro comercial de Feira de Santana”.

Confira manifesto

Senhor(a) Candidato(a),

As entidades representativas dos setores produtivos da cidade de Feira de Santana dirigem ao senhor(a) pontos e reinvindicações que entendemos de extrema importância para nossa cidade, que necessita da atenção do(a) futuro(a) prefeito(a) para a gestão 2021-2024:

  1. Compromisso de continuidade no reordenamento e revitalização do centro comercial de Feira de Santana, em especial as ruas Sales Barbosa e Marechal Deodoro e a Avenida Sr. dos Passos, com as suas respectivas adjacências;
  2. Reordenamento do trânsito em nossa cidade, buscando alternativas de tráfego e disciplinamento das maiores vias de fluxo;
  3. Transformar a Secretaria de Trabalho Turismo e Desenvolvimento Econômico, no órgão indutor do desenvolvimento econômico da cidade, com políticas claras e exclusivas de captação/manutenção de empresas para o município, geração de emprego e renda, transferindo as ações de fiscalização do centro da cidade para outras secretarias mais operacionais de ordenamento das leis;
  4.  Implantação da Zona Azul no centro da cidade, indispensável para o comércio varejista;
  5.  Conclusão da obra do Centro de Convenções como elemento fundamental para o fomento do Turismo de Negócios/Eventos da cidade;
  6.  Duplicação do Anel de Contorno (acesso norte – entre o Clube de Campo Cajueiro e a Cidade Nova);
  7. Funcionamento real e ampliação do Aeroporto João Durval Carneiro, permitindo à RMFS seu crescimento e desenvolvimento;
  8. Manter e desenvolver os polos industriais da Região Metropolitana de Feira de Santana;
  9. Modernizar a Secretaria de Desenvolvimento Urbano, para que dentro dos ditames legais, torne o processo de licenças de obras e funcionamento de estabelecimentos comerciais mais céleres, em consonância com o mundo moderno;
  10. Implantação de um centro de logística que venha abrigar uma grande CEASA para o comércio atacadista de alimentos, objetivando desafogar o atual Centro de Abastecimento.

Entendemos que algumas dessas ações extrapolam a competência do poder público municipal, porém sem a articulação direta e o apoio do gestor municipal, nenhum destes tópicos virá a acontecer, apesar de serem demandas de muitos anos.

A classe empresarial tem dado inequívocas demonstrações de integração com o poder público municipal nas ações e projetos voltados à sustentação das atividades comercial, industrial e de serviços de Feira de Santana. Essa disposição se renova a cada escolha dos nossos governantes e entendemos que esta sintonia de objetivos é altamente positiva e benéfica à nossa comunidade.

Atenciosamente,

Marcelo Alexandrino Souza, ACEFS – Associação Comercial e empresarial de Feira de Santana;

Augusto Fábio Soares, CIFS – Centro das Indústrias de Feira de Santana;

Marcos Regis, SIMAGRAN – Sindicato da Indústria de Mármores e Granitos e Similares da Bahia ;

Luis Mercês, CDL – Câmara de Dirigentes Lojistas de feira de Santana;

José Carlos Morais Lima, SICOMFS – Sindicato do Comércio de Feira de Santana;

Getúlio Andrade, SINDFeira de Santana – Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Feira de Santana;

João Baptista Ferreira, SIPACEB – Sindicato da Indústria de panificação e Confeitaria do Estado da Bahia;

Edison Virgílio Nogueira Correia, SINDVEST – Sindicato de das Indústrias de Vestuário de Feira de Santana;

Luis Konrad, SIMMEFS – Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Matériais Elétricos de Feira de Santana; e

Luís Neto, SINDPLAST.

Projeção gráfica do reordenamento e revitalização do centro comercial de Feira de Santana,
Projeção gráfica do reordenamento e revitalização do centro comercial de Feira de Santana,
Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Carlos Augusto 9754 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).