Eleições 2020: Vereadora Eremita Mota assume secretaria da Educação de Feira de Santana em meio a rumores de que deixaria base do prefeito Colbert Martins

Vereadora Eremita Mota assume secretaria da Educação de Feira de Santana, substituindo o vereador licenciado Justiniano França.
Vereadora Eremita Mota assume secretaria da Educação de Feira de Santana, substituindo o vereador licenciado Justiniano França.

A uma semana da eleição de segundo turno em que será definido o próximo prefeito de Feira de Santana, a busca por aliados que garanta a vitória é intensa. Esquerda e direita protagonizam disputa que se observa no cenário nacional pela ocupação do Poder da República. Desta forma, o Partido dos Trabalhadores (PT) em conjunto com o Partido Progressista (PP), liderado pela campanha de José Cerqueira Neto (Zé Neto, PT), candidato à prefeito e Roque Santos (PP), candidato a vice-prefeito, enfrentam os partidos Movimento Democrático Brasileiro e o Democratas, representados pelo prefeito Colbert Martins Filho (MDB), candidato a reeleição, que tem como vice-prefeito Fernando de Fabinho (DEM). A disputa tem resultado em defecções e mudanças no governo municipal.

Crítica das gestões do ex-prefeito José Ronaldo (DEM), mas, mantendo-se na base governista, a vereadora Eremita Mota (PSDB) ensaiou deixar o tênue apoio à candidatura de Colbert Martins e apoiar a eleição de Zé Neto.

A pressão política exercida pela edil surtiu efeito e na publicação extra desta segunda-feira (23/11/2020) do Diário Oficial do Município ela assume o cargo de secretária da Educação de Feira de Santana. A pasta era dirigida pelo vereador licenciado Justiniano França (DEM), que deve reassumir o mandato nesta segunda-feira (23).

Defecção entre ronaldistas

Zé Neto tem conseguido aglutinar nomes que apoiaram o ronaldismo nos últimos 20 anos, dentre eles está o vereador reeleito Luiz Ferreira Dias (Luiz da Feira, PROS).

Isaías Santos (Isaías de Diogo, MDB), João dos Santos (João Bililiu, PSD) e Gilmar Amorim (MDB), vereadores que possuem mandato, mas que não foram reeleitos, também aderiram à campanha do PT.

O vereador José Menezes Santa Rosa (Zé Filé, PSD) não foi reeleito, mas aderiu à campanha da mudança representada por Zé Neto prefeito. Ele iniciou como opositor ao governo Ronaldo, mas, por orientação do presidente do PSD em Feira de Santana, ex-deputado e vereador eleito Fernando Torres (PSD), aderiu ao governo de Colbert Martins.

Fernando Torres segue como aliado do projeto ronaldista de Poder, que completa 20 anos de comando no município. Mas outros membros do PSD têm feito a opção por Zé Neto

Sobre Carlos Augusto 9506 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).