Eleições 2020: Deputada Dayane Pimentel rejeita apoio a Colbert Martins e conclama mudança no comando da Prefeitura de Feira de Santana; Parlamentar elogiou relação com Zé Neto

Deputada Daiane Pimentel (PSL) rejeita apoio ao prefeito Colbert Martins (MDB), defende mudança no comando da Prefeitura de Feira de Santana e destaca boa relação com o candidato à prefeito Zé Neto (PT).Deputada Daiane Pimentel (PSL) rejeita apoio ao prefeito Colbert Martins (MDB), defende mudança no comando da Prefeitura de Feira de Santana e destaca boa relação com o candidato à prefeito Zé Neto (PT).

“O meu voto Colbert Martins não vai ter jamais”, declarou a deputada federal Dayane Pimentel (PSL) sobre a pretensão do prefeito de Feira de Santana em obter o apoio dela para reeleição. O posicionamento político da parlamentar foi externado nesta quinta-feira (19/11/2020) durante entrevista coletiva, na qual foi abordada a definição de apoio para o segundo tuno das eleições municipais.

Na sequência da coletiva, ao comentar sobre a rejeição ao prefeito Colbert Martins Filho (MDB), a parlamentar afirmou que “quem busca uma mudança não conserva o que está errado”.

A deputada confessou que lhe foi oferecido espaço no governo municipal pelo grupo do prefeito, mas ela explicou que a candidatura apresentada nas Eleições 2020 objetivou mudar a forma de governar Feira de Santana e que apoiar Colbert Martins seria como trair os que nela votaram.

Sobre o deputado federal José Cerqueira Neto (Zé Neto, PT), vencedor da eleição no primeiro turno para prefeito de Feira de Santana, Dayane Pimentel afirmou que tem uma relação pessoal muito respeitável, mas, destacou que com relação a Colbert Martins, ela se sentia profundamente agredida.

Em síntese, a parlamentar deixou evidente que pretende trabalhar pela derrota de Colbert Martins e pela mudança do governo municipal com Zé Neto prefeito.

Confira vídeo

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Carlos Augusto
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).