Eleições 2020: Catarse religiosa ou desespero, vereadora Neinha Bastos apela com aflição por vitória do grupo liderado pelo ex-prefeito José Ronaldo em Feira de Santana

Vereadora não reeleita Aldney Bastos Marques (Neinha, DEM) protagoniza cenas entre a insanidade e o desespero.
Vereadora não reeleita Aldney Bastos Marques (Neinha, DEM) protagoniza cenas entre a insanidade e o desespero.

As Eleições 2020 em Feira de Santana entram para história por diversos motivos, dentre eles a vitória de José Cerqueira Neto (Zé Neto, PT) para prefeito no primeiro turno, sob o prefeito Colbert Martins Filho (MDB), liderado do ex-prefeito José Ronaldo (DEM).

Na sequência, surge a pesquisa do Jornal A Tarde e Potencial [1], realizada no pós-primeiro turno, domingo (22/11/2020), revelando que Zé Neto lidera as intenções de voto, com 44% das menções, contra 36% do prefeito Colbert Martins.

São 20 anos de domínio do Ronaldismo em Feira de Santana e a possibilidade de mudança de poder para um partido de oposição gera agonia, ansiedade, aflição, amargura, angústia e exasperação entre os aliados do demista.

É neste contexto que aparece a vereadora não reeleita Aldney Bastos Marques (Neinha, DEM), em um momento de profunda angustia, aos gritos, apela por desesperada vitória para as forças do além.

As cenas são inesquecíveis, pela série de atos de aflição protagonizados pela edil.

Aos incautos e oportunistas da fé, a lembrança de que a política se realiza na vida material dos seres homens. São pessoas escolhendo entre os iguais aqueles que os governa.

Por vezes e por fim, é tênue a linha que separa a insanidade do desespero.

[1] A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BA-05963/2020

Confira vídeo

Carlos Augusto
Sobre Carlos Augusto 9017 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).