Documentário baiano conta história de Terreiro da nação Congo Angola em Salvador

Equipe do Projeto com a Secretária de Cultura Arany Santana.Equipe do Projeto com a Secretária de Cultura Arany Santana.


Devido às limitações provocadas por conta da pandemia do coronavírus, o filme “Cá Te Espero no Tumbenci – Saberes e Fazeres”, baseado na tese de doutorado da pesquisadora Hildete Costa, Direção de Paula Almeida, Roteiro de Aryadilla Sacramento, Coordenação de Produção de Janaina Costa e uma equipe reduzida de profissionais competentes e comprometidos com a obra, teve seu pré-lançamento na última segunda-feira (09/11/2020). Para um público reduzido de convidados na parte interna e externa do Barracão do Terreiro Tumbenci, respeitando os protocolos orientados pelos órgãos competentes, a exibição do filme contou com a presença da Secretária de Cultura do Estado da Bahia Arany Santana, Roberta Sampaio (Casa Civil), Prof. Cesar Vitorino (UNEB), Prof. Marlon Marcos (UNILAB), Sr. Walmir Damasceno (Taata Katuvanjesi) e Mãe Juciara (Terreiro São Roque), além da equipe responsável pela elaboração e produção do filme, alguns filhos e amigos do Tumbenci.

Com narrativas que permitem o conhecimento sobre a grandeza cultural de matriz africana,  o filme aborda a trajetória da importante Mameto Maria Neném (1865-1945),reconhecida como pioneira da tradição Congo Angola, sacerdotisa mais amada de Salvador em sua época, e  as relações com o território no outrora Quilombo Cabula. O fio da memória é a Mameto Lembamuxi (1954-), e a pesquisa visual e historiográfica na tese de doutorado de Hildete Costa (2018).

O Projeto de audiovisual, viabilizado por meio do Edital Setorial de Audiovisual 2019, com apoio financeiro do Governo do Estado da Bahia, através do Fundo de Cultura, Secretaria da Fazenda, Fundação Cultural do Estado da Bahia e Secretaria de Cultura da Bahia, tem como finalidade reconstituir, democratizar e perpetuar a história cultural e patrimonial do Terreiro Tumbenci, identificando a trajetória dos seus antepassados, fundamentando suas memórias sagradas através das narrativas orais dos seus acervos.

O filme encontra-se disponível para acesso gratuito no canal oficial do youtube: https://www.youtube.com/watch?v=SNc-iaOLV2I&t=129s. Os interessados poderão conhecer os saberes e fazeres desta comunidade ancestral, ampliando seu conhecimento sobre o legado afrobrasileiro de herança banto, conhecido na tradição de terreiro como Congo Angola. Além de desfrutar da valorização patrimonial, através de ações culturais, sociais e educativas realizadas na comunidade do Cabula/Beiru e seus 17 bairros do entorno, em Salvador-Bahia.

Confira vídeo

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Redação do Jornal Grande Bahia
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]