Vereadores criticam ônibus do sistema BRT de Feira de Santana

Roberto Tourinho: depois de cinco anos de obras, vai colocar quatro ônibus velhos, adaptados, para circular.Roberto Tourinho: depois de cinco anos de obras, vai colocar quatro ônibus velhos, adaptados, para circular.

“Depois de cinco anos de obras, vai colocar quatro ônibus velhos, adaptados, para circular”, disse o vereador Roberto Tourinho (PSB), na sessão da Câmara nesta quarta-feira (14/10/2020), sobre o funcionamento do BRT de Feira de Santana a partir desta data, em caráter experimental, conforme anunciado pela Prefeitura.

Tourinho considera o sistema um “verdadeiro estelionato eleitoral há pouco mais de 30 dias das eleições”. Para ele, é uma “vergonha” para o Governo Municipal dizer, “depois desse tempo todo, que o BRT vai funcionar na avenida Getúlio Vargas e em parte da avenida Noide Cerqueira até a avenida João Durval, ligando ao Shopping Boulevard. Isso é só para enganar o povo”.

A prefeitura anuncia que nos primeiros dias quem pegar o ônibus do BRT não vai pagar tarifa, mas, segundo o vereador, “esqueceu o que diz o contrato, que serão tarifas diferenciadas”. Pontuou, ainda, que Feira de Santana teria hoje uma tarifa maior do que a de Recife, Fortaleza, Palmas, Cuiabá e outras capitais da federação brasileira. E comparou o valor da passagem local de ônibus com a de São Paulo. Naquela capital, “uma linha que demora três horas para circular, do extremo sul à Praça da Sé, custa só 15 centavos mais que a daqui”.

Alberto Nery diz que ônibus do BRT de Feira são “veículos já tirados de circulação de Curitiba”

Os ônibus que estão sendo colocados pela Prefeitura para funcionamento do BRT de Feira de Santana, em caráter experimental, a partir desta quarta-feira (14), são “veículos já tirados de circulação de lá de Curitiba”, diz o vereador Alberto Nery (PT).  Em discurso na Tribuna da Câmara, no dia de hoje, ele afirmou, de posse de cópia do edital nº 04/2015, que dispõe sobre o sistema local de transporte coletivo, que foram colocarados, próximo das eleições, “quatro carros velhos para circular e não 12 novos, articulados e com ar condicionado, como consta deste documento”.

Sobre a fase de testes, ele observa que “de gratuita não tem nada, pois (o custo) será inserido na passagem, que terá correção no mês de janeiro”. O sistema BRT, como fora implantado, “afetou os cofres públicos de Feira, consumindo recursos que poderiam ser gastos com o melhoramento da frota de transporte”, diz Nery.

O petista convidou os colegas para fazer uma visita aos terminais construídos pela Prefeitura nas avenidas Getúlio Vargas e João Durval, que ele chama “casinhas de pombo onde nem a limpeza dos espaços fizeram, muito menos podem receber passageiros”. Sugeriu que integrantes do Governo deveriam ir ao Rio de Janeiro, São Paulo e Curitiba “para ver como realmente o sistema é operado”.  De acordo com o vereador, o transporte público em Feira de Santana, conforme o edital, deveria estar operando com 248 ônibus, sendo 5% de frota reserva. “Hoje, para nossa surpresa, são menos de 220 em operação”.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Redação do Jornal Grande Bahia
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]