Feira de Santana: Metade das barracas da Rua Sales Barbosa foram removidas; Recicladores auxiliam na limpeza

Remoção de barracas da Rua Salles Barbosa.
Remoção de barracas da Rua Salles Barbosa.

Estima-se que metade das barracas usadas pelos camelôs na Sales Barbosa – mais de trezentos – já tenha sido removida pela equipe da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, até o final desta sexta-feira (02/10/2020).

Foram levadas para o depósito da Prefeitura de Feira de Santana as que ficavam no trecho entre as praças Fróes da Motta e a Dr. Remédios Monteiro.

À medida que as barracas eram retiradas, uma equipe imediatamente iniciava a limpeza do local. Nesta semana, dezenas de toneladas de lixo foram levadas para o aterro sanitário.

A remoção da outra parte, entre as praças Dr. Remédios Monteiro e a da Bandeira, na rua Recife, mais algumas localizadas no entorno da Bernardino Bahia, deverá ser concluída até meados da próxima semana.

Este serviço já foi concluído na avenida Senhor dos Passos, na Praça D. Pedro II (Praça do Nordestino), parte da rua Recife, Benjamim Constant, Leonardo Borges e Hermínio Santos.

De acordo com o secretário de Prevenção à Violência, Moacir Lima, os donos das barracas poderão ir ao depósito e pedir a sua posse ou, se preferirem, fazer eles mesmos a retirada.

Recicladores estão atuando nos refugos das barracas

Na montanha de lixo gerado com a retirada das barracas do centro comercial de Feira de Santana, olhos treinados de recicladores veem dinheiro onde a grande maioria vê nada mais do que resíduos imprestáveis.

A recicladora Sueli Ferreira, com o companheiro David, já levaram quatro caçambas de veículos com estes materiais. Eles moram no bairro Irmã Dulce, onde tem um depósito que compra estes produtos.

Recolhem pedaços de PVC, cano, ferro, fio e restos do material metálico usado nas barracas. “Tudo aqui vira dinheiro. O quilo custa, em média, noventa centavos”, diz a mulher.

Comentam que ainda não fizeram as contas de quanto já ganharam, mas têm expectativa de que até o final do processo de retiradas das barracas acumulem um bom capital.

Os camelôs, diz Sueli Ferreira, estão deixando parte das suas barracas para trás. Estão sendo solidários com os recicladores. “Eles chamam a gente quando não querem levar muita coisa”.

A mulher disse que outros recicladores estão trabalhando nas ruas e avenidas do centro. E opina: “Tudo tá ficando bonito demais. Eles saíram, mas foram para um local legal, onde podem ganhar dinheiro. Não ficaram no meio da rua”.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 106879 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]