Ex-prefeita de Antonio Cardoso Maria Angélica morre aos 61 anos

Maria Angélica Lopes de Carvalho (Gel, PSD) atuou como prefeita de Antônio Cardoso de 2004 a 20012.Maria Angélica Lopes de Carvalho (Gel, PSD) atuou como prefeita de Antônio Cardoso de 2004 a 20012.


A ex-prefeita de Antonio Cardoso Maria Angélica Lopes de Carvalho (Gel, PSD) faleceu nesta quinta-feira (29/10/2020) aos 61 anos. Ela convalescia de doença crônica quando foi a óbito no Hospital da Bahia, em Salvador.

O prefeito de Antônio Cardoso, Antonio Mário Rodrigues de Sousa (Toinho Santiago do PT), decretou Luto Oficial de três dias. O corpo foi velado no saguão da Câmara Municipal de Antônio Cardoso e o enterro ocorreu às 12 horas desta sexta-feira (30), no Cemitério Piedade, em Feira de Santana.

Trajetória

Maria Angélica (Gel) era servidora pública aposentada. Ela nasceu em Feira de Santana, em 7 de agosto de 1959 e, no período de 2005 a 2012, exerceu dois mandatos como prefeita de Antonio Cardoso.

Nas eleições municipais de 2020, rompeu a aliança política com o prefeito Toinho Santiago e lançou candidatura à prefeita. Mas, os problemas de saúde — cumulados com a morte do filho Ricardo Carvalho Moura, aos 46 anos, ocorrida em 24 de setembro, por Covid-19  fizeram desistir do pleito em favor da filha Maria de Lourdes Carvalho Moura Bastos (Lú de Gel).

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Carlos Augusto
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).