Vereador afirma que Contratos fraudulentos resultam no caos na saúde de Feira de Santana e diz que instalação blocos de concreto na Rua Olímpio Vital tem causado acidentes

Roberto Tourinho: reflexo de contratos suspeitos com empresas e cooperativas envolvidas em investigações do Ministério Público.
Roberto Tourinho: reflexo de contratos suspeitos com empresas e cooperativas envolvidas em investigações do Ministério Público.

O “caos” da saúde pública em Feira de Santana é “reflexo de contratos suspeitos com empresas e cooperativas envolvidas em investigações do Ministério Público”, afirma o vereador Roberto Tourinho (PSB). Na sessão desta terça-feira (01/09/2020) da Câmara, ele falou sobre o envolvimento da Associação de Proteção à Maternidade e a Infância de Mutuípe (APMIM), citada em delação premiada na “Operação Placebo”, deflagrada pelo Ministério Público Federal no Rio de Janeiro.

A Organização Social localizada no recôncavo baiano, que mantém contrato com o Governo do Estado, no Rio, também tem vínculo com o Hospital da Mulher, da Prefeitura de Feira. Está sendo investigada por suposto envolvimento em um esquema de propina envolvendo o governador afastado Wilson Witzel.  De acordo com Tourinho, a Associação já recebeu do Município de Feira de Santana o valor de R$ 57.433.961,08.

O vereador também citou a Operação Pityocampa, o Ministério Público estadual denunciou, em dezembro de 2018, um suposto esquema fraudulento de licitações e superfaturamento de contratos firmados pela Coofsaúde (Cooperativa de Trabalho com a Prefeitura de Feira de Santana). “É por isso que as pessoas não conseguem atendimento, demoram de cinco a seis meses para conseguir uma consulta médica. Faltam medicamentos de uso contínuo e os exames laboratoriais demoram meses para ser feito”, criticou.

Em resposta ao oposicionista Roberto Tourinho (PSB), o líder da bancada governista, vereador Marcos Lima (DEM), garantiu que a Associação de Proteção à Maternidade e a Infância de Mutuípe não apresenta qualquer irregularidade em Feira de Santana. De acordo com o edil, a organização presta serviços para o município “dentro da legalidade” e, caso haja alguma suspeita que macule a sua imagem em Feira, “a Prefeitura tomará todas as medidas necessárias”.

Instalação de blocos de concreto na rua Olímpio Vital tem causado acidentes

A instalação de blocos de concreto para demarcar e sinalizar as recentes interdições na rua Olímpio Vital tem causado acidentes de trânsito, afirmou o vereador Roberto Tourinho (PSB), em discurso na sessão desta terça-feira (01) na Câmara Municipal. Ele diz haver relato de vários munícipes insatisfeitos com a presença do equipamento naquele trecho do centro da cidade. De acordo com o edil, os sinalizadores colocam os condutores em risco e ainda podem trazer prejuízos aos veículos. “Eu não sei de quem foi aquela magnífica ideia, mas, tem acontecido acidentes com motociclistas, ciclistas e pedestres”.

O vereador Roberto Tourinho tem encontro agendado para quinta-feira (3) com comerciantes do Centro de Abastecimento. Vai expor propostas para o entreposto comercial. “Me corta o coração quando vejo o abandono ao longo dos anos e o poder público não ter tido a atenção devida”, disse o vereador de sete mandatos. Ele defende a revitalização do espaço e, inclusive, o retorno da condição de autarquia, visando um melhor gerenciamento. “São 2 mil comerciantes estabelecidos e mais de 10 mil pessoas que frequentam o local, principalmente nos dias de sábado e segunda-feira”, citou. Tourinho lembrou que as condições precárias já foram mostradas por meio de inúmeros pronunciamentos e até uma audiência pública, sempre ficando evidenciada a sua importância para Feira de Santana e região, bem como de todo o Estado. O vereador considera que Feira de Santana tem três grandes patrimônios e um deles é o Centro de Abastecimento, junto com a UEFS e o Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA).

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 110000 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]