Quinta Câmara Cível do TJBA emite Moção de Pesar em memória do monsenhor Walter Jorge Pinto de Andrade

Monsenhor Walter nasceu no dia 15 de outubro de 1939, em Conceição de Almeida. Foi ordenado sacerdote em 07 de junho de 1964. Assumiu a reitoria da Basílica do Bonfim de 1981 a 2008. Também foi Pároco da Paróquia Nossa Senhora da Purificação, em Santo Amaro, de 2008 a 2014. Desde 2015, era Vigário Paroquial da Paróquia Nossa Senhora de Nazaré.Monsenhor Walter Jorge Pinto Andrade recebe homenagem póstuma.

Os desembargadores da Quinta Câmara Cível do Tribunal de Justiça da Bahia (TJBA) aprovaram na sexta-feira (04/09/2020) Moção de Pesar em memória do monsenhor Walter Jorge Pinto de Andrade. Ele era clérigo, membro da Basílica Santuário do Senhor do Bonfim e da Devoção do Senhor do Bonfim em Salvador.

Moção de Pesar

Ao 1º dia do mês de setembro do ano de dois mil e vinte, às treze horas e trinta minutos, reuniram-se na sala das sessões virtuais os membros da Quinta Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado da Bahia composta pelos Excelentíssimos Senhores Desembargadores José Edivaldo Rocha Rotondano, Márcia Borges Faria, Ilona Márcia Reis, Edmilson Jatahy Fonseca Júnior, Carmem Lúcia Santos Pinheiro, Baltazar Miranda Saraiva, Raimundo Sérgio Sales Cafezeiro e José Soares Ferreira Aras Neto. Presente o Excelentíssimo Senhor Procurador de Justiça, Doutor Zuval Gonçalves Ferreira, integrante do Ministério Público do Estado da Bahia.

Iniciada a sessão de julgamento, os integrantes da Quinta Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado da Bahia aprovaram a moção proposta pelo Excelentíssimo Senhor Desembargador Baltazar Miranda Saraiva, de pesar e solidariedade, consternado com a perda irreparável do Monsenhor Walter Jorge Pinto de Andrade, saudando sua memória.

“Nascido em 15 de outubro de 1939 (80 anos de idade), em Conceição de Almeida (Diocese de Amargosa), ordenado sacerdote em 07 de junho de 1964 (56 anos de sacerdócio) e membro do Cabido Metropolitano desde 1991. Após exercer o ministério sacerdotal, com relevantes serviços, nas Dioceses de Amargosa e Jequié, Mons. Walter desempenhou inúmeros cargos na Arquidiocese de São Salvador, destacando-se sempre por sua competência, dedicação e amor à Igreja, inspirado pelo lema “Para servir a Deus e aos homens”. Dentre os ofícios exercidos nesta Sé Primacial, ele foi Reitor da Basílica Santuário do Bonfim (1981-2008), Pároco da Paróquia Nossa Senhora da Purificação, em Santo Amaro (2008-2014) e, desde 2015, Vigário Paroquial da Paróquia Nossa Senhora de Nazaré.”

Aprovada a presente MOÇÃO DE PESAR, à unanimidade, pelos integrantes da Quinta Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado da Bahia, associando-se à presente Excelentíssimo Senhor Procurador de Justiça, Doutor Zuval Gonçalves Ferreira, determino seja comunicada a Arquidiocese de Salvador e a Devoção do Senhor do Bonfim, bem como sua publicação no Diário da Justiça Eletrônico.

Desembargador José Edivaldo Rocha Rotondano, presidente da Quinta Câmara Cível

Cidade do Salvador, 4 de setembro de 2020

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Carlos Augusto
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).