PNUD anuncia parceria com o Governo da Bahia para desenvolvimento do Ecomar

PNUD e Governo da Bahia anunciam parceria para desenvolvimento do Ecomar.PNUD e Governo da Bahia anunciam parceria para desenvolvimento do Ecomar.

Durante a sessão plenária “Recuperação da Economia Azul e Oportunidades de Financiamentos Internacionais”, realizada na manhã desta sexta-feira (25), no II Fórum Internacional de Meio Ambiente e Economia Azul, o coordenador do Escritório de Projetos do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), Leonel Leal Neto, anunciou uma parceria com o Governo da Bahia para estruturação de um projeto de cooperação internacional voltado para economia do mar, trata-se do Centro Avançado de Pesquisa e Desenvolvimento do Meio Ambiente e Economia do Mar (Ecomar). Com o objetivo de promover programas e projetos de recuperação ambiental através de ações relacionadas à economia do mar e às atividades pesqueiras, o Ecomar será instalado no Centro Vocacional Tecnológico Territorial do Pescado (CVTT), da Bahia Pesca, localizado no município de Santo Amaro, na localidade de Acupe.

“Esta importante parceria institucional irá fortalecer as ações do Governo do Estado na Baía de Todos os Santos, com programas voltados para superação de problemas socioambientais e socioeconômicos naquela região. Vamos incentivar o desenvolvimento ambiental e a inclusão produtiva de marisqueiras e pescadores por meio da pesquisa e inovação”, comentou o titular da Secretaria do Meio Ambiente da Bahia (Sema), João Carlos Oliveira, em relação ao anúncio realizado pelo coordenador do PNUD.
Leal afirmou que a parceria será oficializada nos próximos meses. “Este projeto de cooperação internacional voltado para a economia do mar da Sema, em que o PNUD está se juntando e apoiando para dar maior musculatura, já nasce muito bem estruturado e robusto. O fundamental agora é pensarmos fora da caixa, em um novo contexto apresentado por essa pandemia, com o cuidado para que esse novo normal não seja ainda mais excludente, e que as possibilidades tecnológicas sejam coletivizadas”, ressaltou.

Nessa perspectiva de inclusão social e novas e melhores oportunidades de emprego e renda, o Ecomar, entre outras ações, prevê o monitoramento e conservações de corais; o cultivo, apanha e processamento de algas marinhas; aproveitamento e beneficiamento do pescado; reaproveitamento de resíduos sólidos gerados pelas vísceras de peixe e cascas de marisco; além de atividades de educação ambiental e assistência técnica e capacitação de pescadores e aquicultores. Atualmente, cerca de 45 mil pessoas exercem atividade de pesca e mariscagem na Baía de Todos os Santos, abrigadas em cerca de 55 entidades sociais ligadas ao setor, localizadas nas diversas comunidades litorâneas da BTS.

A sessão plenária foi mediada pelo procurador-chefe do Centro de Estudos e Aperfeiçoamento da Procuradoria Geral do Estado, Ailton Cardozo Júnior, e contou com a apresentação dos palestrantes Fábio Guedes, presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas (FAPEAL) e presidente do Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap); Michele Duarte, gerente sênior da área de energia na Innovation Norway; e Sofia Cordeiro, da All Atlantic Ocean Research Alliance (AANCHOR).

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Redação do Jornal Grande Bahia
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]