Brasil se aproxima de 130 mil mortes por Covid-19

4.238.446 casos da Covid-19 foram registrados no Brasil, nesta quinta-feira (10/09/2020).
4.238.446 casos da Covid-19 foram registrados no Brasil, nesta quinta-feira (10/09/2020).

O Brasil registrou 40.557 casos confirmados de covid-19 e 983 mortes ligadas à doença nas últimas 24 horas, segundo dados divulgados nesta quinta-feira (10/09/2020) pelo Conselho Nacional de Secretários da Saúde (Conass) e pelo Ministério da Saúde.

Os novos registros elevam o total de infectados para 4.238.446, enquanto o total de óbitos chegou a 129.522. Ao todo, 3.497.337 pessoas se recuperaram da doença, e 611.587 estão em acompanhamento, segundo o ministério. O Conass não divulga número de recuperados.

Diversas autoridades e instituições de saúde já alertaram que os números reais de casos e mortes devem ser ainda maiores, em razão da falta de testagem em larga escala e da subnotificação.

São Paulo é o estado brasileiro mais atingido pela epidemia, com 874.754 casos e 32.104 mortes. O total de infectados no território paulista supera os registrados em praticamente todos os países do mundo, exceto Estados Unidos (6,39 milhões), Índia (4,65 milhões) e Rússia (1,04 milhão). Ou seja, se São Paulo fosse um país, seria o quinto mais afetado.

A Bahia é o segundo estado brasileiro com maior número de casos, somando 277.327, seguida de Minas Gerais (242.533), Rio de Janeiro (234.813) e Ceará (224.759).

Já em número de mortos, o Rio é o segundo estado com mais vítimas, somando 16.871 óbitos. Em seguida vêm Ceará (8.639), Pernambuco (7.792), Pará (6.289), Minas Gerais (6.009) e Bahia (5.818).

A taxa de mortalidade por grupo de 100 mil habitantes subiu para 61,6 no Brasil – cifra bem acima da registrada em países vizinhos como Argentina (23,95) e Uruguai (1,30). O número brasileiro também supera o dos Estados Unidos, o país mais atingido do mundo, que tem taxa de mortalidade de 58,87.

O Brasil se aproxima de nações europeias duramente atingidas, como o Reino Unido (62,69) e a Espanha (63,41), cujas taxas praticamente se estabilizaram nos últimos meses. O Brasil é atualmente o oitavo país do mundo em relação à taxa de mortalidade pela doença.

Em números absolutos, o Brasil é o terceiro país do mundo com mais infecções, atrás apenas dos Estados Unidos, que somam 6,39 milhões de casos, e da Índia, com 4,46 milhões. Mas é o segundo em número de mortos, depois dos EUA, onde mais de 191 mil pessoas morreram pela covid-19.

A Índia, que chegou a impor uma das maiores quarentenas do mundo no início da pandemia e depois flexibilizou as restrições, é a terceira nação com mais mortos, somando 75,06 mil óbitos.

Ao todo, o mundo já registrou mais de 27,9 milhões de pessoas infectadas pelo coronavírus, enquanto mais de 906 mil morreram em decorrência da covid-19.

*Com informações do DW.

Carlos Augusto
Sobre Carlos Augusto 9371 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).