Vereador solicita explicações sobre auxílio-alimentação de estudante da rede municipal de Feira de Santana e sugere medida de valorização do funcionalismo

Roberto Tourinho: não sei qual é a culpa ou o sentimento que o prefeito tem para perseguir essas crianças pobres e humildes, que estão enfrentando dificuldades para receber o auxílio.
Roberto Tourinho: não sei qual é a culpa ou o sentimento que o prefeito tem para perseguir essas crianças pobres e humildes, que estão enfrentando dificuldades para receber o auxílio.

O promotor de Justiça Audo Rodrigues está ingressando na Justiça com pedido de explicações a Prefeitura de Feira de Santana sobre o fato de não estar concedendo auxílio/ticket alimentação para as crianças matriculadas na rede municipal de ensino, informa o vereador Roberto Tourinho (PSB). “Este fato tem trazido prejuízos aos estudantes e seus familiares”, protesta.

A notícia de que o Ministério Público está apurando a falta de merenda escolar nas escolas do Município foi divulgada no jornal “A Tarde”, conforme o vereador. “Eu não sei o que a população de Feira fez para que o atual prefeito tenha esse desdém, esse desprezo, essa maneira de maltratar a população carente da cidade. Não sei qual é a culpa ou o sentimento que o prefeito tem para perseguir essas crianças pobres e humildes, que estão enfrentando dificuldades para receber o auxílio”, disse ele.

De acordo com o edil, a Prefeitura de Feira espera que as coisas aconteçam primeiro em Salvador para depois realizar aqui. “É melhor ele colocar um tamborete na Prefeitura de lá para copiar e fazer aqui, porque em Salvador já é concedido este auxílio, mas aqui em Feira ainda não”. Tourinho cumprimentou a APLB Feira pelas cobranças realizadas na Câmara Municipal na segunda-feira (17/08/2020) sobre a proposta de auxílio-alimento através da verba dos precatórios do Fundeb.

Servidor efetivo deve ocupar cargo de confiança na Prefeitura, defende Tourinho

Nomear servidores efetivos para cargos de confiança na administração municipal, como medida de valorização do funcionalismo estatutário e também de economia para os cofres públicos. A sugestão é do vereador e pré-candidato a prefeito de Feira de Santana, Roberto Tourinho (PSB). Ele diz que há, no quadro da Prefeitura, profissionais ‘extremamente capacitados com especializações, mestrado, doutorado e que devem ser melhor aproveitados”.

Com a presença do servidor efetivo em cargos de chefia, o vereador prevê a redução da quantidade de funcionários cooperados e terceirizados. “Durante muito tempo tivemos mais efetivos e um pequeno número de prestadores de serviços. Mas nos últimos 20 anos os prefeitos encontraram nas cooperativas a possibilidade de criar cabides de emprego”.

Tourinho explicou que o aumento no quadro de cooperados e terceirizados representa um alto custo na folha de pagamento, além de trazer prejuízos para os efetivos, que sofrem com “achatamento salarial”.

Para elaborar o seu plano de governo, o vereador diz estar conversando com técnicos, professores, especialistas, “pessoas com muito conhecimento na área do setor pessoal para encontrar a melhor forma de trazer eficiência a gestão pública”.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 112633 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]